Nove em cada dez brasileiros ativos no mercado apresentam sintomas de ansiedade e os transtornos mentais e emocionais são a segunda causa de afastamento do serviço, segundo estudos realizados pela International Stress Management Association no Brasil. Apesar disso, apenas 18% das empresas investem em programas de saúde mental, de acordo com a consultoria Mercer.

 

Segundo estudo da Future Workplace, 67% dos profissionais afirmaram ser mais eficientes em locais nos quais existe a promoção de uma atmosfera saudável. Portanto, para aproximar e reter gente qualificada, é preciso se preocupar com a integridade da equipe, bem como promover a liberdade para propor novas ideias. Em tempos de trabalho remoto integral, também é preciso se atentar para as condições do funcionário em casa.

 

O RH na pandemia

O RH está na busca por soluções para impedir o contágio entre o time e preservar tanto a qualidade das entregas, quanto do lado emocional. Para isso, a equipe de gestão de talentos pode contar com a tecnologia para ampliar seu espectro de atuação a distância. Por meio dela é possível identificar os perfis mais adequados às vagas em processos de recrutamento e seleção de efetivos, aprendizes ou estagiários, mediados pela tela do computador, além de promover o entrosamento entre os trabalhadores por meio de dinâmicas de comunicação no dia a dia. 

“Ninguém tinha um plano de ação pronto para lidar com a pandemia, porque foi uma situação surpresa. Então, desde março, noto nos profissionais do setor um movimento de busca de saídas e ferramentas para lidar com tudo isso”, avalia a consultora de RH, Célia Ferraz.

Mensuração digital de risco

 

Visando  auxiliar as organizações a construírem uma cultura de atenção primária ao tema, a BeeTouch, localizada em  Porto Alegre (RS), surgiu como pioneira na mensuração digital de risco psicológico e em avaliações psicológicas digitais. Desde 2012, a startup oferece ferramentas ágeis e eficientes para gerir o risco em saúde mental dos colaboradores por meio de data science, aliando inteligência, precisão e qualidade na análise de resultados.

 

Segundo a psicóloga e fundadora da corporação, Dra. Ana Carolina Peuker, por existir estigma e falta de conhecimento em relação às questões de integridade mental, muitas vezes as pessoas não percebem a possibilidade de terem problemas atrelados ao nível exacerbado de estresse em relação ao ofício ou a um transtorno ansioso. Além da falta de conhecimento sobre o tema, muitos gestores podem considerar o tratamento oneroso - ou simplesmente não saber "por onde começar" e em quais locais encontrar as ferramentas necessárias para a gestão eficiente.

 

Trabalhadores saudáveis mentalmente produzem mais

 

No entanto, os líderes precisam estar cada vez mais atentos ao tema, pois ele afeta diretamente os resultados e a sustentabilidade dos negócios. De acordo com estudo da PwC, por exemplo, um profissional feliz é 31% mais produtivo, três vezes mais criativo e vende 37% mais. Cada organização possui demandas específicas, as quais precisam ser identificadas ao se determinar ações e escolher benefícios.

 

"Apesar de gerar impacto nas equipes, o assunto não é discutido na maioria das organizações, quando os problemas podem ser prevenidos por meio de ações e ferramentas, as quais visam o diagnóstico precoce e a rastreabilidade do risco psicossocial. Também deve-se incentivar e orientar os colaboradores sobre a adoção de um estilo de vida saudável, oferecer psicoeducação sobre saúde mental e acesso a tratamentos de qualidade, alinhados com as necessidades identificadas. De forma conjunta, essas ações podem melhorar a qualidade de vida dos colaboradores e os resultados da organização, reduzindo significativamente a sinistralidade", afirma Ana Carolina.

 

Hoje, o mercado dispõe de tecnologia de navegação por satélite a qual mostra como evitar obstáculos, acidentes e o melhor caminho de forma mais ágil e precisa. No cuidado com a cabeça das pessoas não deve ser diferente: somente com base em um diagnóstico bem conduzido é possível determinar o itinerário mais eficiente e assim é com as questões psicológicas. Portanto, é obrigação das companhias investir em cuidados com os seus colaboradores. Ao monitorar digitalmente de forma preditiva, é possível evitar situações capazes de gerar dano ao funcionário e à organização.

Como está o trabalho do RH na sua empresa?

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe