A promoção da diversidade e inclusão no ambiente corporativo não apenas é uma atitude ética a ser tomada pelos líderes, mas também contribui para a produtividade dos colaboradores. Além dos aspectos positivos atrelados à luta por evolução social, esses princípios tornam o processo de inovação ainda mais eficiente.

Ao sentir-se bem no local, você trabalha feliz!

De acordo com a diretora de recursos humanos do Grupo Worldline para as América, Fernanda Pinchetti, quando as companhias optam por valorizar as diferenças, apresentam mais igualdade e melhores resultados. Assim como uma maior perspectiva de sucesso a longo prazo. “Dessa forma, a multiplicidade dentro das organizações se configura tanto como instrumento baseado em ética, quanto uma peça fundamental para a sobrevivência e manutenção dos negócios em um mercado cada dia mais competitivo”, explica.

Isso ocorre porque ao acolher a pluralidade inerente em cada indivíduo, passa-se a adotar meios de promover perspectivas diferentes sobre o relacionamento com os clientes, as novas tecnologias e modelos de serviço. “Além disso, possibilita a realização de mais processos de brainstorming e, consequentemente, potencializa a criação de soluções valiosas. Ou seja, a paridade impulsiona o desempenho”, avalia a diretora.

Contudo, para abraçar as singularidades e transformá-las em um ativo proveitoso de performance, as instituições precisam se concentrar em minar os desafios acompanhados dessa pauta social. Aliás, eles se estendem desde a contratação até a conquista de cargos de liderança. “Logo, consertar um ‘degrau quebrado’ na rede de obstáculos à paridade não torna uma entidade mais inclusiva ou elimina problemas de base estrutural”, complementa Fernanda.

Assim, a chave está na transformação da cultura organizacional. Ao evoluir as dinâmicas corporativas voltadas à responsabilidade social - políticas e ações afirmativas - gera-se um um espaço mais positivo, horizontal e criativo. Nesse sentido, uma marca inclusiva, além de adotar uma atitude empática com todos os funcionários, também investe em acessibilidade, oferecendo oportunidades para os grupos socialmente vulneráveis.

Estamos em processo

Em vista desse assunto, o Nube fez uma pesquisa com 25.505 estudantes. Para 37,69% deles, as empresas atentam-se a essas convicções, mas podem melhorar. Ou seja, é um tema muito necessário de estar em debate nas corporações.

Para o analista de marketing sênior da Matera, Guilherme Fuzatto, de Campinas (SP), todo o processo de contratação ocorreu de forma natural, inclusive, pelo fato de fazer parte da comunidade LGBTQIA+. “Aqui é super tranquilo e em nenhum momento precisei ‘contar’ sobre a minha sexualidade. Tanto no processo seletivo, como no dia a dia com a equipe e outros profissionais. Quando compartilho alguma coisa pessoal ou opinião, sou respeitado. Dessa forma, as coisas fluem e tudo é tratado com normalidade, como toda a sociedade deveria ser”, diz.

Quanto mais uma entidade amplia a sua performance, maior também será a sua capacidade de resposta aos movimentos do mercado. “Isso evita a criação de nichos negativos para a coletividade e oferece uma oportunidade única, para expandir a atuação do estabelecimento, assim como seu desempenho empresarial”, finaliza Fernanda.

Portanto, tentar se adaptar aos novos contextos é fundamental para manter uma marca admirada. Por isso, acabar com as discriminações é uma necessidade humanitária. Independentemente do ambiente, setor, ocupação e etc. Afinal, somos todos seres humanos.

O Nube valoriza a diversidade! Fomos convidados pelo MPT - Ministério Público do Trabalho a fazer parte do pacto social para melhorar a inclusão de jovens universitários negras e negros no mercado. Legal, concorda? Isso é o mínimo a ser feito!

Evolua sua mente com a gente! Para isso, continue acompanhando nosso blog e as redes sociais, pois publicamos conteúdos diariamente e temos opiniões de especialistas de diferentes áreas. Estamos juntos nessa luta!

A sua companhia valoriza a pluralidade de pessoas?

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe