A pandemia estimulou o crescimento do empreendedorismo no país e fez emergir um desafio até então desconhecido para quem nunca encarou a rotina de começar um novo negócio. Como destacar ou reposicionar corretamente sua marca? Diante da economia retraída, em meio a um oceano de concorrentes e com um público cada vez mais exigente e atento a detalhes, é importante compreender como se sobressair nesse cenário.

Para Izabel Barbosa, criadora do Método BrandNew é muito comum o empreendedor se sentir perdido enquanto tenta responder sozinho a todos os desafios de marketing. “Até mesmo profissionais com especialização nessa área sentem dificuldades em estruturar a estratégia para alavancar o próprio negócio”, afirma.

Para a especialista, o primeiro passo para construir sua marca é desenvolver um projeto de branding, ou seja, diferenciar a empresa ou serviço da concorrência. “Marcas de sucesso possuem um lugar único na mente dos consumidores e clientes, criando a percepção de não existirem outro produto no mercado como o seu. Por isso, é essencial começar, ou recomeçar, com um diagnóstico estratégico para analisar e definir o seu posicionamento, público-alvo e diferenciais, com o objetivo de encontrar esse lugar único, o qual apenas a sua marca ocupará”, afirma.

Pensando em auxiliar seu empreendimento nesse processo, Izabel seleciona algumas dicas. Veja mais!

Comece do começo

Não adianta tentar começar pelo fim, refletindo, por exemplo, sobre a sua estratégia de conteúdo em redes sociais, site e até mesmo na elaboração do seu logotipo se você não tiver clareza do pilar estratégico de sua instituição. “Qual é o seu posicionamento, propósito, valores, atributos, quem é sua brand persona? Todos esses passos são importantes para entender a essência de seu negócio. Se você não tiver essa clareza, todas as outras estratégias de comunicação serão mais vazias e menos assertivas”, explica a especialista.

Conheça seu público

Segundo Izabel, atirar para todos os lados não trará resultados. “Não tenha medo de definir o seu nicho, porque a probabilidade de criar uma comunicação ao redor da sua marca é muito maior. Mapeie também a jornada do seu cliente, para saber em quais canais você deve focar”, aconselha.

Atenção para o visual

Todo o seu esforço estratégico não será percebido pelos consumidores se você não transparecer a sua essência por meio da sua imagem. “Uma identidade visual bem definida materializa o seu profissionalismo e ajuda na construção de autoridade”, orienta a gestora.

Conteúdo é tudo!

Depois de finalizar essas etapas, é hora de comunicar. “Disseminar conteúdo relativo ao seu segmento vai te ajudar a construir credibilidade. Aqui é bom até mesmo ser repetitivo, porque quando lembrarem daquele tema, reconhecerão você. Porém, é importante entender qual é o melhor formato de conteúdo para cada rede: Instagram, LinkedIn, Youtube, Blog, canais especializados, entre outros. Faça um planejamento de frequência e seja firme ao segui-lo – o conteúdo só vai para frente se tiver consistência”, comenta Izabel.

Menos pode ser mais

Quando o assunto é redes sociais, a especialista sugere: não dê um passo maior. “É melhor começar com um perfil, fazendo uma coisa de cada vez, com solidez e planejamento. Não adianta abrir vários canais e não ter fôlego para nutrir todos”, sugere.

Cuidado com o “faça você mesmo”

Se você não é especialista, o ideal é procurar um para desenvolver a estratégia de branding com você. “Existe uma série de cursos on-line capazes de auxiliá-lo a cuidar de tudo sozinho(a) mas, na prática, o processo se torna difícil e solitário, impedindo novos insights durante as sessões de mentoria e, postergando, dessa forma, o problema. O conhecimento das formações é importante para oferecer um nível maior de entendimento quando for passar pelo processo de desenvolvimento, mas é limitado”, ressalta.

De olho nas tendências

Tendências são muitas pelo mundo, como IoT (Internet das coisas), big data, blockchain, inteligência artificial, realidade estendida, e por aí vai. Porém, antes de pensar em tendência, para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, é necessário olhar para seu negócio. “É um novo processo? É um serviço inovador? A partir disso, vá atrás das tendências e veja quais cabem ao seu negócio e no seu caixa. Buscar novidades sem saber sobre seu negócio é como ir ao supermercado sem lista de compras e com fome. Vai acabar sendo seduzido por alguma “promoção imperdível” a gastando dinheiro desnecessário”, comenta.

Quais são as estratégias utilizadas em sua empresa para aumentar o engajamento? Acompanhe as matérias e conteúdos do Nube para mais dicas e orientações.

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe