Diante das mudanças do atual momento, é inevitável não surgirem reflexões sobre o futuro do trabalho. Para muitos, o home office será permanente. Muitas vezes, diante desse cenário, algumas pessoas acabam "perdendo a mão" e errando tanto para mais quanto para menos. Por isso, é importante fazer a gestão do tempo e da produtividade.

Síndrome de Burnout

Segundo César Garcia, diretor de projetos e desenvolvimento da Meeta Solutions, antes de entrarmos no âmbito de "isso também vai passar", deve-se ter em mente a necessidade de fazer uma avaliação sobre a sobrecarga de trabalho, pois é uma temática existente desde sempre. A Síndrome de Burnout, transtorno emocional capaz de gerar exaustão, esgotamento físico e alto estresse causado por situações de trabalho desgastantes, vem aumentando ano a ano.

Segundo a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), cerca de 1 bilhão de pessoas vivem com um transtorno mental. “Se isso já ocorria no pré-pandemia, imagina agora, com a pressão vindo de todos os lados e o isolamento social nos deixando mesmo mais vulneráveis”, afirma.

Um estudo realizado pela empresa de pesquisas Harris mostrou como 44% dos brasileiros entrevistados percebiam, de alguma forma, esses efeitos na atual conjuntura. O Brasil foi o primeiro país da lista do levantamento. Para Garcia, isso é preocupante: “especialmente porque nesse novo normal, a tendência é a carreira e a vida pessoal caminharem cada vez mais juntas”, destaca.

O olhar para o todo

Segundo o especialista, essa preocupação a respeito de sobrecarga ou de má gestão do tempo e de produtividade deve ser uma preocupação não só de quem adoece, mas também da companhia. “Afinal, qual o principal ativo? É preciso cuidar do colaborador, ajudá-lo, tanto do ponto de vista humano como do negócio. Lembre-se, uma peça fora do lugar ou não funcionando corretamente pode prejudicar a engrenagem como um todo. Uma negócio improdutivo e com pessoas "doentes" pode diminuir muito o seu nível de entrega e as inovações produzidas”, comenta.

Uma constante no mercado de trabalho é de como a carga horária precisa ser proporcionalizada. “Não podemos exigir muito de nós mesmos e do nosso time, mas também não devemos jogar ao relento as horas de atividade. A gestão desse meio termo entre labutar demais ou de menos nos faz um profissional bem sucedido e, por consequência, um empreendimento de sucesso”, sugere.

O papel da liderança

Por isso, é imperativo para os líderes saberem controlar seu time “e não no sentido de fiscalizar as horas com rigidez como antigamente, mas sim de ter a medida do equilíbrio. Já dizia a sabedoria da medicina chinesa: não é aumentar ou diminuir a energia, é manter o equilíbrio”, aconselha Garcia.

Para ela, independentemente de como funciona a avaliação em sua instituição, é preciso essa "figura" ter o apoio de ferramentas capazes de ajudar nessa gestão. “Existem inúmeras técnicas de organização para nos ajudar a elencar prioridades. Não podemos desperdiçar a tecnologia, a qual tem nos provado ser benéfica”, ressalta.

Ferramentas de gestão

As ferramentas de gestão de tempo e produtividade oferecem a possibilidade de autoconhecimento e de autocrítica, fazendo uma análise do quão produtivo alguém está sendo. Além disso, o diretor destaca: “é importante refletir sobre quais formas de contribuir para entregar mais, sem ficar maluco. Lembre-se, uma hora a conta sempre chega e com o Burnout é assim”, enfatiza.

De acordo com Viviane Vicente, consultora de etiqueta corporativa e competência cultural, Em um momento no qual a maioria dos projetos e relacionamentos se realizam on-line, preferências entre manter-se ocupado e produtivo e nutrir as relações se tornam profundamente aparentes.

“Para funcionários orientados para relacionamentos, cumprir as tarefas e manter os relacionamentos positivos têm a mesma importância; eles podem até gostar do arranjo de trabalho flexível, mas provavelmente sentem falta da convivência no ambiente do escritório. É importante entender onde os membros de sua equipe se encaixam nesse espectro, atribuir responsabilidades de acordo e tomar cuidado com o síndrome”, finaliza.

Como você lida com o estresse no ambiente de trabalho? Se sentir, busque ajuda! Para mais dicas e orientações, acompanhe as matérias e conteúdos do Nube!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe