Nunca foi tão difícil ser um líder em uma empresa como neste período de coronavírus. O cenário é de incertezas, medo e, ao mesmo tempo, é necessário adequar o mundo do trabalho e a comunicação às novas realidades. Nesse contexto, se inserem o home office e o desafio de grupos excedendo as jornadas, mesmo a distância.

A posição de gerência em um empreendimento é extremamente complexa, ainda mais no momento atual. Infelizmente, ainda se tem muita confusão entre qualidade técnica e capacidade de liderança. Daí, nasce um grande problema, principalmente quando vemos constantemente gestores acumulando obrigações em função da dificuldade de delegar.

"Gerenciar as atividades em uma corporação requer muita dedicação do profissional, independentemente do tamanho do negócio e por isso são necessários constantes treinamentos e capacitações com pontos comportamentais. Essa dificuldade se reforça em relação às companhias pequenas, nas quais quem tem a liderança ainda é muito próximo das atividades no dia a dia e, muitas vezes, não há ferramentas nem métricas", avalia o diretor financeiro e de RH da Farmarcas e Febrafar, André Costa .

Normalmente, nessas instituições menores, o proprietário ou chefe é responsável pelos atendimentos, administração, negociações, recebimento de pedidos e outras diversas demandas. Isso sem contar o planejamento de precificação dos produtos, execução do financeiro do empreendimento e controle de estoque. .

Quando a entidade enfrenta dificuldades, esse sujeito tenta manter todas essas funções, mas isso pode se tornar impossível, gerando um grande desgaste para o indivíduo e até à equipe. Então, como delegar para alguém de confiança?

Veja pontos detalhados pelo especialista para auxiliar nesse processo de demandar:

• Tenha consciência da necessidade

Planejar as ações e colocar um responsável por projeto e/ou atividade é essencial para o sucesso do negócio. É preciso desenvolver o espírito empreendedor e incentivar isso nos colaboradores para qualificar a maneira como se administra a empreitada.

• Equipe correta

Não existe grande chefe sem enormes talentos em seu time, assim, um dos aspectos fundamentais é a capacidade de montar uma staff eficiente. Para evitar a sobrecarga, é preciso organizar as tarefas de acordo com as qualificações de cada um. Assumir muitas responsabilidades é prejudicial para o direcionamento do grupo.

• Entenda como se tornar um gestor eficiente

O líder deve conhecer a si e a seus colaboradores para identificar quais deveres podem ser feitos por ele ou transferidos para outras pessoas. Essa capacidade de entender as habilidades contribui não apenas para aliviar o trabalho, mas, principalmente, para garantir melhores resultados.

• Confie nas pessoas

A confiança nos funcionários é primordial para o processo funcionar, afinal, não é possível dar conta de tudo sozinho. Tarefas simples devem ser facilmente desempenhadas por outros. É preciso ter em mente: o operacional deve ser direcionado. É preciso ter o foco no planejamento de outros projetos estratégicos e se atentar ao desempenho dos resultados. No caso de incumbências muito demoradas, uma boa ideia é transferir a parte mais mecânica. Assim, é possível dar a atenção necessária às tarefas mais decisivas para a empresa.

• Capacite os talentos contratados

Outro tipo de atitude capaz de contribuir é partilhar a carga de trabalho. Com isso, o gestor consegue dedicar parte do seu dia para ensinar os colaboradores a realizar algumas tarefas. Isso demonstra interesse genuíno pelo desenvolvimento do coletivo e pode ajudar na identificação das pessoas com postura proativa e mais comprometida.

Para Marcelo Furtado, CEO da Convenia, o treinamento a distância sempre foi uma escolha inteligente, pois traz uma série de benefícios em relação à otimização de custos. “Agora, a opção se revela até mais prudente e segura para preservar a saúde de funcionários”, comenta.

Entretanto, Furtado faz um alerta: “não se engane pensando nessa inteligência como apenas uma forma de "quebrar um galho" do escritório. Muito pelo contrário, a estratégia pode superar a qualidade da capacitação presencial em muitos aspectos”, conclui.

"Enfim, como pode ser visto, evitar a centralização das obrigações é essencial para o desenvolvimento da qualquer organização. Quando se trabalha verdadeiramente lado a lado com seus subordinados, fica mais fácil melhorar a qualidade dos resultados, facilitando no combate de crises", finaliza André Costa.

Como gerenciar a equipe à distância?

 

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe