O home office chegou realmente para ficar ou é uma moda a passar juntamente com o chamado ‘novo normal’? Essa pergunta já vem sendo analisada por muitos empresários na estruturação do funcionamento das corporações nos próximos meses. Fique por dentro!

Segundo o diretor executivo da Confirp Consultoria Contábil, Richard Domingos ainda passaremos por novas transformações. "As empresas não serão mais como eram, mas também não serão como estão durante o período de pandemia". Para o especialista, com a retomada, muitas mudanças acontecerão. Algumas já definiram a manutenção do home office.

O número de corporações as quais darão continuidade ao formato residencial após a crise deve crescer 30%. É o resultado do estudo Tendências de Marketing e Tecnologia 2020: Humanidade Redefinida e os Novos Negócios da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

"O formato realmente se mostrou como sendo uma alternativa muito interessante, mas esse grande resultado se deu por causa de uma ‘tempestade perfeita’. As pessoas foram impostas de um dia para outro a irem para as suas casas com um grande medo de perder emprego, além de estarem confinadas e entendendo a situação em um tempo atípico", explica o diretor da Confirp.

Pontos de atenção

Veja alguns pontos de preocupação, os quais deverão ser levados em conta na adesão das companhias definitivamente à modalidade, segundo Richard Domingos:

  • Controle de jornada de trabalho: todas as corporações precisarão pensar muito bem ao mesclar essas duas estruturas para controlar o expediente.
  • CRM: será fundamental dar ferramentas para o profissional trabalhar adequadamente, principalmente para conquista e retenção de clientes. Nesse ponto uma necessidade é a de ter um software adequado.
  • Telefonia: como ficam os custos? Como conectar todos os colaboradores em uma mesma rede? Essas são questões complexas. O caminho mais interessante durante a pandemia foi a telefonia IP.
  • Saúde e medicina do trabalho: muito pouco foi feito no início da pandemia para ver se os postos de trabalhos de casa estavam adequados, mas essa situação pode mudar.
  • Estrutura física: a instituição e o profissional precisarão de uma estrutura adequada, com local destacado na residência para exercer as atividades, mesa, monitores (dois por pessoa), cadeira ergonômica, iluminação, ventilação, apoio de pés, material de labuta, Internet, computador, impressora, dentre outros.
  • Recursos Humanos: não são todos os colaboradores em condições para exercer esse posto, sendo função do empregador escolher quem tem ou não tem.
  • Compliance: nunca foi tão relevante. Muitas posições lidam com informações confidenciais. É necessário regras muito claras.
  • Contrato de trabalho: a mudança também pressupõe adequações jurídicas das empresas, as quais precisarão estar muito alinhadas com suas áreas trabalhistas. 
  • Segurança digital: as soluções de segurança utilizadas precisam prover o respaldo necessário à boa execução das atividades dos colaboradores em casa.

"Para muitas companhias, esse modelo é o mundo perfeito e concordo com alguns pontos. Contudo, depois da pandemia muita coisa vai mudar, de fiscalização trabalhista, passando por ânimo do colaborador e exigências por resultado. Isso mudará a realidade desse modelo", explica Richard Domingos.

Por fim, o sócio da Confirp aconselha os diretores a usarem muito a razão antes de tomar uma decisão sobre o tema, lembrando: idas e vindas nessa definição poderão comprometer os processos da empresa e a motivação dos colaboradores.

Qual é sua opinião sobre esse assunto?

 

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe