A pandemia do novo coronavírus instaurou no país crises políticas, sociais e sanitárias. A econômica também se fez presente nesse cenário e acometeu desempregos e falências, além de um aumento histórico no dólar. Entretanto, os impactos não param por aí e os efeitos mais expressivos podem estar por vir.

Luana Carvalho foi uma das pessoas afetadas pela instabilidade. “Perdi meu estágio no começo de abril e estou em busca de uma nova posição. No tempo livre, tento focar em aprender coisas novas para a carreira”, conta a estudante de administração, de Campinas.

No meio disso tudo, parece impossível existir qualquer tipo de panorama minimamente positivo, mas o educador financeiro e fundador do Grupo The One, Uesley Lima, pensa o contrário. “É preciso ter calma para pensar com clareza e racionalidade. Tem jeito para tudo, é só ter a informação e o auxílio correto”, informa.

O especialista ainda compartilhou dicas para quem se viu sem uma colocação e com dificuldades em meio à pandemia:

1. Afie o machado

No mundo corporativo, há uma história conhecida sobre uma competição de quem cortava mais lenha e o vencedor foi aquele capaz de, em suas pausas para descanso, continuar a afiar seu machado. Em outras palavras, enquanto pausava, aprimorava seu instrumento de trabalho e essa é a melhor saída para esse momento.

“Muitos cursos gratuitos on-line estão disponibilizados. É importante continuar trabalhando e aprimorando o currículo para permanecer atraente para o mercado”, aponta o educador. Ele ainda ressalta a importância de continuar a busca por oportunidades. “Não dá para ficar dependente do governo, é preciso ir atrás de vagas, conversar e melhorar suas habilidades”, completa Uesley.

2. Corte os supérfluos

Colocar em pausa alguns luxos é uma forma de suprir as necessidades básicas. É o período de analisar as respectivas realidades financeiras e de remanejá-las. “Você não sabe quanto tempo ficará sem atuar no universo empresarial. Exponha sua situação para a família a fim de não gastar dinheiro com atividades supérfluas. Adequar a renda é o ideal a se fazer”, aconselha o especialista.

3. Trabalhe por conta própria

“A fase do desemprego é um momento de explorar as capacidades individuais, sejam elas quais forem. É hora de procurar um freelance. Todo recurso para o seu bolso é válido para eventuais demandas de sua vida. Fazer isso, inclusive, contribui para não ficar à toa, desanimado”, enfatiza.

Pensar fora da caixa é um instrumento para cuidar da cabeça

A criatividade pode ser muito explorada. Pessoas estão fabricando máscaras em casa, oferecendo o serviço de realizar compras em mercados e entregar para vizinhos ou dando aulas em suas áreas de especialização.  Fazer um compilado de suas forças rentáveis e oferecer serviços – respeitando as orientações das autoridades de saúde – é uma forma de continuar tendo uma fonte de receita.

4. Cuide da saúde mental

A Organização das Nações Unidas lançou um alerta referente à crise na saúde mental devido ao isolamento. É necessário cuidar, também, dos pensamentos e das emoções. Uma pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária apontou um aumento expressivo nos relatos de ansiedade, de depressão e de fobias. “Sabemos como esses meses estão difíceis. Mantenha o otimismo, jamais se acomode ou desanime. Corra atrás, pois a chance aparecerá, e quando isso acontecer, você deve estar pronto para agarrá-la”, diz o fundador do grupo The One. Lima finaliza ressaltando a relevância de buscar ajuda de profissionais da saúde mental.

Veja estratégias para organizar as finanças! Você já está seguindo todas as dicas?

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe