Embora a pandemia do coronavírus tenha forçado muitos profissionais a entrarem no esquema de home office, uma grande parcela dos colaboradores precisa estar fisicamente presente nas instalações de suas companhias. Nesse contexto, o Gartner, Inc., líder mundial em pesquisa e aconselhamento para empresas, alerta: a área Recursos Humanos precisa de uma estratégia abrangente para gerenciar as experiências.

Mesmo sem fazer parte do setor de saúde, trabalhadores presenciais são comuns em segmentos designados como essenciais, incluindo ramos como o varejo, serviços de alimentação, hotelaria e indústria. “Esses funcionários precisam do máximo de proteção, assistência e suporte possível”, alerta Brian Kropp, Vice-Presidente de Pesquisa do Gartner. “Além de fornecer máscaras, desinfetantes e equipamentos de proteção individual, os líderes de RH deveriam monitorar proativamente como os empregados se sentem a respeito de seu labore local de trabalho”, complementa.

Enquanto a crise continua prejudicando a continuidade dos negócios em todo o mundo, os líderes de RH deveriam considerar seis medidas críticas para apoiar e auxiliar os funcionários os quais atuam em suas instalações:

  1. Garanta a segurança dos contratados

Mantenha a saúde e o bem-estar dos contratados como a sua principal prioridade. Incentive aqueles com sintomas da doença a ficar em casa e, se possível, ajuste as políticas de licença para garantir a quarentena aos funcionários doentes sem prejudicarem sua renda. Algumas medidas de segurança aparentemente pequenas podem ajudar:

– Verifique a temperatura de todos antes de entrarem nas instalações;

– Incentive as equipes a deixarem as portas do escritório e das salas de reuniões abertas para reduzir a necessidade de tocar as maçanetas das portas;

– Limite os times presenciais a apenas alguns membros, sempre quando possível. Forneça mais espaço privado e incentive as pessoas a seguirem diretrizes rígidas de higiene.

  1. Comunique-se com frequência 

Os colaboradores estão sob uma imensa quantidade de estresse e precisam ter certeza acerca da preocupação da empresa com eles. Reforce o compromisso da corporação com a resguarda e instrua as pessoas compartilhando informações relevantes e baseadas em fatos regularmente. 

Portais de assistência ou canais virtuais oferecem maneiras oportunas de abordar as preocupações. Incentive-os a buscar informações em sites confiáveis, como o da Organização Mundial de Saúde (OMS) e de autoridades de as quais oferecem informações consistentes, relevantes e importantes sobre o coronavírus.

  1. Promova políticas justas no local de trabalho

Certifique-se de alinhar as políticas do local de trabalho aos princípios e compromissos de sua organização e mantenha um tratamento justo para todos. Garanta o acesso igual aos benefícios de saúde da empresa a todos, especialmente aqueles em grupos de baixa renda, por exemplo. 

Enquanto isso, os líderes deveriam permitir aos funcionários presenciais usarem suas férias, conforme necessário. Depois de passado o pico da crise, considere outras maneiras de manter as condições equitativas. Por exemplo, talvez permitir a negociação de férias remuneradas.

  1. Desenvolva estratégias para auxiliar

Inove as formas de dar suporte à quem precisa ir até a empresa. Por exemplo: divida-os em equipes as quais trabalhem em dias alternados da semana e ofereça horários de entrada mais flexíveis para quem possui maiores obrigações familiares. Medidas simples podem ser um modo eficaz de demonstrar apoio, como oferecer lanches gratuitos. 

Uma pesquisa recente do Gartner mostrou: 51% das organizações estenderam as opções de licença para colaboradores doentes ou com familiares doentes durante a pandemia. Para espelhar essas ações, considere permitir aos empregados em grupos de risco – mulheres grávidas, pessoas com sistema imunológico debilitado ou maiores de 65 anos – tirarem licenças remuneradas por até 30 dias. 

“Uma em cada cinco organizações ajudou seus profissionais de alguma forma e minimizaram os impactos financeiros oferecendo remunerações adicionais ou fundos para alimentos e emergências. As restrições de viagem e socialização desencadearão demandas por acesso à educação, saúde e provisões diárias, portanto, antecipe essas necessidades e estabeleça canais para o compartilhamento de informações pertinentes”, diz o analista.

  1. Incentive a participação 

Os trabalhadores valorizam empresas as quais investem em suas vidas pessoais, principalmente em tempos de crise. Em vez de pressupor quais são as melhores políticas para os seus colaboradores, pergunte como é possível dar suporte a eles e suas famílias. 

Esse feedback é útil para determinar as decisões de investimento em seu pessoal e os próximos passos. Além disso, aproveite as redes entre os contratados e os líderes de negócios para obter informações sobre como outras organizações estão gerenciando a segurança e a experiência de suas equipes presenciais.

  1. Recompense e reconheça 

Manter o engajamento e a produtividade durante uma pandemia requer uma camada extra de esforço dos líderes de RH. Os executivos das maiores companhias têm reduzido seus próprios salários como forma de continuar oferecendo a seus empregados uma renda estável durante esse período. 

O RH pode institucionalizar outras formas de compartilhar fundos. Por exemplo: incentive gerentes seniores a doar pequenas quantias a um fundo destinado a ser usado para recompensar bônus excepcionais para quem está atuando presencialmente.

Uma pesquisa do Gartner indica: o desejo dos profissionais em serem reconhecidos aumenta cerca de 30% em tempos de dificuldades. Os líderes de RH podem utilizar os canais de comunicação da organização para reconhecer nominalmente as pessoas por seu compromisso durante a crise. Também envie uma nota pessoal a cada indivíduo agradecendo a eles e suas famílias por sua dedicação. 

Organizações as quais tomam medidas para reconhecer e recompensar seus colaboradores presenciais ajudam a melhorar a experiência no espaço corporativo e a aumentar a produtividade!

Como tem sido a rotina na sua empresa?

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe