Muitas das organizações estão retomando gradualmente suas atividades e têm se deparado com a necessidade de reduzir custos em todos os setores e aspectos. De acordo com a pesquisa recente, realizada pelo Ibope Inteligência, 89% das pessoas das classes A, B e C, com acesso à internet mudaram seus hábitos financeiros desde o início da crise decorrente da pandemia. Essa é uma das adaptações ao “novo normal” nesse cenário. Então, entenda melhor sobre o assunto!

Pense consciente e tenha sucesso

Segundo Wagner Cunha Carvalho, CEO da W-Energy, maior empresa de economia de água e energia no mundo, o consumo consciente e a gestão financeira andam juntos para um funcionamento saudável dos negócios. “A sustentabilidade agrega valor às companhias. Hoje elas buscam, além de economizar, fazer a diferença para o planeta com metodologias inteligentes. Isso as tornam ainda mais interessantes ao mercado de trabalho, pois melhoram sua cultura e reduzem gastos, sem alterar a produtividade”, explica.

Nesse sentido, o público empurra as corporações em direção às práticas sustentáveis e isso gera resultados. “Toda mudança é desafiadora e pode causar alguma resistência no início. No entanto, inovar e até a renovar dentro dos escritórios, cria novas oportunidades e leva a um futuro ambientalmente coerente e melhor. Atualmente, vejo um cenário mais conciso, no qual um empreendimento estimula o outro”, comenta a gerente comercial da Assine Bem, Paula Sino.

Os recursos energéticos e hídricos são os pontos mais importantes de serem lembrados quando o assunto mexe no bolso e ecossistema, mas eles vão muito além disso. Veja dicas infalíveis do especialista para retomar as empreitadas de forma consciente e poupando despesas:

Economize água - cada indivíduo necessita de 3,3 mil litros de água por mês, cerca de 110 litros de água por dia para atender suas necessidades de consumo e higiene, conforme dados divulgados pela Organização das Nações Unidas (ONU). Contudo, no Brasil, o uso por pessoa pode ultrapassar 200 litros/dia. Além dos hábitos já conhecidos, existem métodos recentes facilitadores da economia de água - até de 40% a 60% na conta - como arejadores e reguladores de vazão, redutores de pressão, jet sprays e dual flush, manuais e infravermelho. Eles são simples e acessíveis. Ademais, faça uma inspeção a fim de checar se não há vazamentos. “Vale o investimento!”, ressalta o CEO.

Poupe energia - os maiores vilões do gasto de energia elétrica em instituições são os aparelhos de ar-condicionado, luzes acesas e, muitas vezes, a geladeira e o freezer. No caso dos aparelhos resfriadores é possível estudar os picos energéticos por meio de medidores e gerenciamentos específicos, dessa maneira, nos horários de maior custo, controla-se o uso. Já no quesito iluminação, existe a opção de substituir lâmpadas decorativas por lâmpadas eficientes de Light Emitting Diode, muito conhecidas como LED, elas são até 80% mais econômicas em relação as dicróicas. Além do mais, desligue o maior número possível de aparelhos das tomadas, pois mesmo na opção ‘stand by’ estão consumindo.

Mude seus hábitos - todo o sistema do planeta está interligado, do desmatamento na Amazônia à produção excessiva de lixo nos EUA. Logo, até nosso cafezinho precisa ser repensado. Por exemplo, sabe aquela cápsula de café? Ela é um fator 14 vezes mais prejudicial ao meio ambiente contrapondo ao passado em filtro de papel e, ainda,é muito mais cara. Tudo isso interfere nos maus costumes praticados há anos.

Faça parcerias produtivas - o padrão de antes, hoje pode não fazer mais sentido. Por isso, estar atento às novas possibilidades é uma habilidade essencial para as corporações. Isso vai da venda de um produto à execução de um serviço. A parceria com outras entidades ou pessoas pode otimizar o desenvolvimento e a agilidade empresarial, gerando mais lucro. Assim, quem pensa diferente sai na frente.

É um grande desafio deixar para trás hábitos antigos e implementar mudanças. Apenas dê o primeiro passo! Continue acompanhando nosso blog e as redes sociais, pois publicamos conteúdos diariamente e contamos com diversos especialistas. Vamos passar por isso juntos! Já parou para pensar na retomada?

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe