Uma pesquisa realizada pela consultoria Gallup apontou: apenas três em cada dez pessoas confiam em seus líderes. Segundo o relatório, esse comportamento faz os profissionais desconfiados ficarem insatisfeitos na empresa e partirem para outras oportunidades. Além disso, a ausência de uma relação estável também causa falta de engajamento em novas estratégias e projetos.

Então como ser capaz de passar credibilidade aos times? Como, consequentemente, tornar os talentos mais motivados? Erika Linhares, pedagoga e executiva especializada em soft skills, dá dicas de como o gestor pode inspirar as pessoas e conquistá-las.

Popularidade x liderança
                                                              
Antes de mais nada, o chefe precisa entender a diferença entre ser popular e ser um supervisor. Ser prestigiado é ser agradável e divertido. “Entretanto,  ninguém vai seguir suas ideias baseadas nisso. O gerente deve se preocupar com a postura e ser justo, além de dar exemplo. É importante ser referência, principalmente em comportamento e não só na técnica”, comenta Erika.

Transparência
                                                              
É preciso ser claro e sincero de forma respeitosa. “Não pode manipular ou enganar o time. Franqueza é a melhor opção para engajar a todos”, orienta.

Seja empático
                                                              
O coordenador precisa gostar de gente. “Antes de julgar e condenar as pessoas, é importante ver as coisas pela perspectiva delas. Se quer ser um verdadeiro líder, se coloque na posição de colaborador. Com isso, se cria uma conexão verdadeira”, garante a especialista.

Para Lilian Dias, jovem aprendiz, em Campinas, a capacidade de se colocar no lugar do outro é o principal ponto para gerar engajamento. “De nada adianta ter um chefe experiente, mas sem a capacidade de enxergar além de sua bolha”, comenta.

Fidelidade é fundamental
                                                              
O indivíduo precisa ser fiel à empresa onde atua e à estratégia dela, também. “Se não for dedicado à staff, ela não será a você. Defenda a companhia e colegas”.

Seja referência
                                                              
Você é responsável pelo clima do coletivo. “Precisa acreditar naquela organização, nos propósitos, nos objetivos e tomar isso como seu escopo, não só em reuniões e discursos motivacionais, mas nas atitudes diárias. Se não compactua com a visão da entidade, saia dela”, diz.

Saber executar
                                                              
É preciso saber se planejar, priorizar e ser organizado. “É crucial entender o propósito da instituição, qual a meta, como desdobrá-la para a sua área e como fazer cada funcionário ser importante nesse projeto maior. É necessário ser um exímio executor. De nada adianta só fazer planejamentos. É fundamental ensinar, exigir o cumprimento das atividades, acompanhar, corrigir rota, dar e receber feedbacks”.

Celebre
                                                              
Comemorar as conquistas é extremamente importante e deve ser feito ao longo do processo e não só no final. “As pessoas costumam só celebrar acontecimentos só no final. Entretanto, a felicidade está no sacrifício, na jornada, em resolver cada problema, em ter pequenas vitórias. É vital valorizar conquistas para a caminhada não ser desgastante, mas sim empolgante. Isso engaja, estimula e faz as pessoas se sentirem no caminho certo”, estimula.

Atualize-se
                                                              
Quem pensa "manda quem pode, obedece quem tem juízo" está fora de moda. “Também não se deve centralizar todas as atividades. Seja inovador, criativo e procure soluções”, conclui.

Seja um líder do futuro! Preparado para uma nova gestão?

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe