Você sabe quem é a Geração Z? São os jovens nascidos a partir de 1997, caracterizados pela hiper conexão, muitas vezes com um computador ou celular em mãos. Por isso, muitas empresas se preocupam em como conquistar um público tão difuso e com tanto acesso à informação. Continue lendo e entenda melhor sobre o assunto!

Compreenda como seu público pensa

Diante dessa questão, a Cognizant, uma das líderes mundiais em tecnologia e negócios, preparou um estudo com as principais tendências de comportamento desse grupo. O levantamento contou com 2.069 respondentes e o nível de confiança é de 95%, com margem de erro de 3,1%.

Segundo a análise, apesar de ser a mais conectada, esses jovens são os menos otimistas a respeito do impacto da Internet na sociedade: um em cada três acredita em influência mais negativa. Para o presidente da Cognizant no Brasil, João Lúcio de Azevedo Filho, isso acontece “porque eles já presenciaram e, muitas vezes, até foram vítimas de cyberbullying ou de fake news na web”.

Outro ponto importante é o cuidado em manter seus dispositivos e softwares funcionando bem. Dessa forma, 40% passam três ou mais horas semanais atualizando celulares, computadores e smart devices. Nesse sentido, uma das diferenças mais marcantes entre os mais velhos é como eles veem a questão da privacidade dos dados pessoais.

O futuro é on-line

De acordo com a pesquisa, as pessoas nascidas no século passado tendem a se preocupar mais sobre como informações coletadas on-line podem ser usadas contra elas. Já, 45% dos millennials e 46% da Geração X têm essa preocupação, frente a 37% da Z.

Além do mais, 32% dos participantes nessa faixa etária não se abalam com a segurança de seus informes. Com isso, "a boa notícia é para os provedores de serviço e conteúdo, pois um terço do conjunto Z e dos millennials aceitam a coleta de dados pelas organizações para ter acesso à promoções personalizadas", afirma Azevedo Filho.

Com relação à publicidade e anúncios na web, a galera da Z acredita ser esse o preço a ser pago para obter materiais gratuitos de qualidade, bem diferente de como pensam os demais, pois enxergam como interrupção na navegação. Em vista disso, o presidente aconselha às corporações trabalharem a personalização.

Além disso, as redes sociais exercem cada vez mais interferência no processo de compra dos consumidores mais jovens. Logo, 24% desse grupo considera importante a opinião de influenciadores digitais nessa jornada.

Nessa perspectiva, segundo uma pesquisa da Content Trends (2019), mais de 90% dos brasileiros estão em alguma mídia social e consomem por lá. Ou seja, é necessário para os negócios garantir presença on. “Antes mesmo de um cliente visitar seu estabelecimento, ele busca informações sobre o seu produto ou serviço na Internet”, explica o CEO da Clikss Brasil e consultor de marketing digital, Cleverson Andrade.

Insights para seu empreendimento decolar!

Então, se você é uma marca, fique atento a esses insights da Cognizant. Veja:

A Geração Z deseja tecnologias funcionais: a recomendação é utilizar dados quantitativos e qualitativos para revelar expectativas óbvias e escondidas sobre situações cotidianas ou até mesmo inesperadas. Dessa forma, o modelo de negócio precisa ser alterado: especialistas com contato direto com os usuários deverão resolver problemas técnicos e oferecer soluções. Isso ajuda a fidelizar os clientes.

Usuários querem controlar seu conteúdo: é preciso testar modelos de textos, consumo e engajamento para monetizar essas experiências. Então, aposte em tecnologias de realidade aumentada ou virtual com a opção para a criação de suas próprias histórias.

Foco na personalização: podem ser testadas novas técnicas de posicionamento de anúncios além da contextual (aquela baseada no perfil do usuário e no seu acesso). Para isso, é essencial descobrir como utilizar ferramentas de customização mais avançadas para, assim, encontrar a relação entre os dados coletados.

Por isso, mantenha-se informado! Tendências apontam para novos caminhos a seguir. Então, fique ligado e acompanhe nosso blog e as redes sociais. Vamos nos adaptar a essa nova realidade juntos. Você está preparado?

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe