O isolamento social tem afetado a população, em geral. Contudo, atinge ainda mais o comportamento e expectativas de jovens e adolescentes, principalmente os da Geração Z. Assim, sem poder ter contato com familiares e amigos nem sair de casa, a maioria está ansiosa. Nesse sentido, muitos deixaram de praticar exercícios físicos e estão mais desconfiados das informações recebidas pelo governo.

Ação e reação da pandemia

Apesar de ser uma geração nascida após o surgimento da Internet e, com isso, fortemente apegada ao virtual, esse público sente mais falta do convívio físico. Por mais conectados à tecnologia, quando se trata de ensino regulamentar, 86,2% prefere as aulas presenciais, contra 7,5% on-line e 6,2% semi presenciais, conforme o estudo rede de escolas de informática Microcamp.

Logo, acostumados a viver em grupos, agora, isolados sofrem consequências emocionais. A pior delas, apontada por 56% dos entrevistados, foi a ansiedade, seguida pela solidão, citada por 23,1% dos participantes.

Nesse momento, controlar a angústia se tornou um desafio para as pessoas, em geral, e ainda maior para essa faixa etária. “Além de alterações hormonal e emocional, representativas desse conjunto, eles estão encarando as mudanças nas relações familiares, com os amigos e colegas de escola", avalia a master coach, Jéssica Paz.

O reflexo da quarentena na rotina

Outro levantamento, realizado pelo Nube com 14.673 respondentes, em maio deste ano, também analisou se o isolamento causado pelo Coronavírus está prejudicando as pessoas. Para 32,53% a resposta foi sim, por gostarem de uma rotina agitada. Já para 23,75% está muito ruim e tem despertado a depressão.

Segundo a diretora do The Bakery Health Lab, Ana Cláudia Rasera da Silva, a pandemia e a quarentena forçaram uma transformação no ritmo de vida das pessoas acompanhada por novos sentimentos. "Se antes estávamos muito no piloto automático, sem tempo para pensar nos nossos planos futuros, agora tivemos a chance de desacelerar. Isso foi visto como um benefício, porém, estar isolado em casa também provocou o surgimento de sensações ligadas à ansiedade, ao estresse e medo", comenta.

Ou seja, desequilíbrios intelectuais são sinais muito presentes nesse cenário. Isso também é decorrente da falta de praticar atividades físicas e lazer. Bem como, tem relação com a alimentação, 27,7% se descuidaram e estão comendo mais e pior, de acordo com a pesquisa da Microcamp.

Uso excessivo das mídias digitais

Logo, na tentativa de descontrair a juventude tem potencializado o uso das redes sociais, sendo o Youtube ainda o preferido de 39,5% deles. Em seguida, 22,5% acessam mais o Instagram, 14,5% outras opções, 11,4% o Facebook, 7,1% o Tik Tok e 4,9% o Twitter. No entanto, o uso excessivo também é um fator preocupante com impacto direto na saúde mental.

Portanto, a busca por equilíbrio em todas as esferas da vida é essencial, principalmente, para essa situação recente. Por isso, cuide-se e procure ajuda! Nesse sentido, instituições de ensino e empresas têm tentado oferecer acompanhamento psicológico com profissionais capacitados. Independentemente do formato, presencial (com cuidados especiais) ou on-line, a terapia é uma grande aliada nesse processo. Com isso, busca-se minimizar os efeitos trazidos por essa circunstância repentina.

Fique atento e acompanhe nosso blog e as redes sociais. Publicamos conteúdos diariamente e temos opiniões de diferentes especialistas. Vamos juntos nos adaptar a essa nova realidade. Como o isolamento tem afetado sua vida?

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe