Para ser empreendedor atualmente, é preciso ser também um líder. Apesar disso, muitos ainda confundem esse posto com a posição de um “chefe”. A verdadeira gestão se baseia em duas características: atitude e flexibilidade, devendo estar presentes tanto no contexto corporativo, quanto para empreendedores individuais.

Por qual motivo?

Lays Silva estuda administração pela Unifran, na região metropolitana de Campinas e está em busca de seu primeiro estágio. Para essa experiência, a expectativa é encontrar um supervisor capaz de estimulá-la a sempre buscar o melhor. “Quero ser desafiada e estimulada, mas sempre com muita confiança das duas partes”, comenta.

De acordo com a economista e gestora de carreira, Penha Pereira, quem exerce o título de um “chefe” jamais será um bom dono de negócios. “Esse perfil tem visão curta e individualista. Nunca pensa no grupo, somente em si, naquilo capaz de lhe trazer vantagens”, afirma.

Para a especialista, esse tipo de comportamento jamais trará motivação às equipes, porque as pessoas envolvidas nunca irão se sentir como partes atuantes de um projeto ou empreendimento. “Como não se enxergam protagonizando o processo, mas apenas como partes operantes dele, seguindo instruções em uma linha de produção em massa. Assim, não se estimulam a gerar valor agregado, criar soluções, discutir ideias e inovar”, conta.

A gestora destaca os fatores capazes de definir um líder com visão de futuro. Veja:

I. Atenção
                                                                                
Estar atento aos acontecimentos envolvendo quem você coordena, tentando trazer esses indivíduos para o seu lado, mostrando interesse em saber aquilo capaz de engajar cada colaborador. Também descubra como ele se sente em relação ao seu trabalho.

II. Respeito se conquista
                                                                                
Não se impõe respeito pela força, coerção ou medo. Para ter autoridade, é preciso interagir com cada um conforme sua natureza individual.

III. Todos têm importância
                                                                                
Saiba mostrar ao time a necessidade de cada um conseguir explorar sua parte das tarefas e resolver os desafios. Ao mesmo tempo, o coordenador precisa fazer esses indivíduos terem um interesse genuíno uns pelos outros e capacidade de mostrar zelo com cada colega. Isso forma uma staff forte, coesa, com um único escopo.

IV. Incentivo
                                                                                
Procure incentivar em sua gestão qualidades além de simplesmente o talento, como também curiosidade intelectual, coragem e caráter.

V. O líder não tem medo de perder pessoas
                                                                                
Ele deve ter medo de não as deixar, pois “segurando-as”, todos estarão na zona de conforto. O correto é a busca incansável do novo, da criação e da aquisição de conhecimentos.

VI. Escute, não apenas ouça

Mostre-se inclinado e flexível a novas ideias, sem deixar de ser firme e mostrar claramente as necessidades do coletivo, mas sem mostrar-se condescendente.

“Se não estiver claro a prioridade de promover a evolução de seus funcionários, jamais será possível fazer a organização naturalmente experimentar uma transformação positiva”, afirma a gestora. Considerando o lado de quem está buscando empreender, é vital procurar um  futuro sustentável para o seu projeto.

Entenda mais sobre o desafio de abrir um negócio! Conte sempre com o Nube!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe