Diante do isolamento social, muitas empresas mudaram suas rotinas de trabalho, processos e até as contratações. Com isso, companhias brasileiras estão aprendendo e inovando, diariamente, para a própria sobrevivência.

A reinvenção é a nova forma de sobreviver a crise

Nesse contexto, vivemos uma grande contenção de gastos e as pessoas estão buscando segurança realizando suas compras on-line. Em vista disso, o levantamento do Sebrae mostrou: os supermercados tiveram um aumento de 16% em consumo e a taxa de conversão média no setor evoluiu 8,1%. As visitas a sites de saúde, como alimentos naturais, vitaminas e higiene cresceram 11%, bem como, as vendas dispararam 27%. Páginas de utensílios domésticos passaram a ser mais acessadas em 33%.

Ou seja, independentemente do setor, os negócios se estenderam para o digital e estão dominando. Logo, é hora de se reinventar, focar ainda mais na experiência do cliente e agregar valor na decisão de compra.

Com isso, organizações têm se adaptado internamente, devido ao distanciamento, para atender melhor suas demandas. A Magnetis, primeira gestora de investimentos digital do país, tem todo ambiente virtual adaptado ao trabalho remoto. "A cultura do trabalho remoto faz parte do DNA da Magnetis desde o primeiro dia. Já tínhamos perto de 30% do time trabalhando integralmente a distância, distribuídos em seis estados do Brasil. Nesse momento, decidimos adotar como medida preventiva o home office para todos os funcionários. Inclusive, nosso processo de onboarding já era on-line em alguns casos, será 100% desta forma. Estamos enfrentando um novo cenário e precisamos nos ajustar a ele" explica a líder de Recursos Humanos, Thamy Souza.

No caso da BRQ Digital Solutions, uma das maiores empresas de tecnologia do país, o onboarding remoto também já era algo feito com mais frequência por conta da quantidade de colaboradores. "Aqui sempre trabalhamos com ferramentas de webconferência como Zoom e Jobecam (startup de vídeo-recrutamento investida pela unidade de negócios do Centro de Inovação BRQ) . Anteriormente, já fizemos recepção a distância dos funcionários em outros países e estados onde não temos sede. No entanto, agora, a iniciativa se tornou a única para driblarmos o processo de seleção e contratação dos novos talentos", comenta a gerente de RH da empresa, Carolina Piombo.

Reinvenção do onboarding

Nesse sentido, sobre novos processos de integração e cultura organizacional, o estudo da Spring Professional revelou: 80% das companhias as quais implementaram mudanças no onboarding alegaram a pretensão em manter ou adequar inovações, mesmo após o fim da quarentena.

Além disso, 94% destas instituições afirmaram a compreensão da necessidade dessas mudanças pelos candidatos. Sendo assim, entendem a circunstância, a qual não irá atrapalhar a incorporação à empresa.

Pare e pense: as experiências são o novo produto nesse mundo super conectado. Logo, as aspiradas vivências devem começar de dentro, com o staff. Só assim, existe um verdadeiro valor da marca, porque quem faz acontecer é o primeiro a acreditar.

Portanto, para expandir os princípios corporativos é essencial olhar para os pilares do empreendimento com humanização. Ou seja, promover o diálogo com o público interno. Com isso, é possível compreender como dar suporte aos contratados nesse período de atuação a distância. Por isso, vamos usar as ferramentas disponíveis para destravar o mercado produtivo e comercial. O futuro depende de cada um de nós.

Continue nos acompanhando aqui no blog e nas redes sociais. Publicamos conteúdos diariamente e temos a participação de vários especialistas. Conte com o Nube!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe