Muitas empresas foram pegas de surpresa com a necessidade de colocar todas as equipes em home office. A crise provocada pelo Covid-19 exige cuidados sérios a fim de evitar sua disseminação. Por isso, diretores tiveram de se adaptar rapidamente ao modelo de administração virtual.  

Nem todos estavam preparados para a urgência em realizar o isolamento social. Assim, até mesmo times sem experiência com trabalho remoto precisaram, às pressas, se adaptar à atividade. Portanto, a primeira dica é manter a calma e saber lidar com as turbulências. Afinal, os funcionários enxergam o líder como referência. Se ele fica nervoso ou com medo, isso será transmitido aos geridos

Christopher Spikes, fundador e CEO da Authen, com sede no Rio de Janeiro (RJ), dá dicas para os empreendedores a respeito dos três pontos essenciais para o sucesso de uma companhia atuando remotamente:

Definir os objetivos mensuráveis

Deve ser feito diariamente semanalmente.

Eliminar hierarquia e formalidade

É preciso agir como se estivesse na mesma sala, sem esperar encontros presenciais para resolver pontos importantes  e utilizando os meios de comunicação para ‘quebrar paredes.

 

Não contar 100% com a auto-disciplina do time

Desenhar a necessidade de follow de acordo com o nível de senioridade da pessoa. Assim, é possível mapear os diferentes níveis de esforço e pontos de checagem individualmente. Dessa maneira, os gerentes mantêm o contato com seus liderados para estabelecer prioridades. Porém, de acordo com o tempo de casa de cada um, aumenta a expectativa de independência para entregar tarefas de forma compatível com as necessidades da instituição. 

Portanto, vale deixar deixar as regras pré-estabelecidas, como prazos e horários. Dessa forma é possível medir produtividade e produtos de acordo com o planejamento estratégico. Se o membro tiver menos experiência, vale questioná-lo e auxiliá-lo com a organização e prioridades.

Uma maneira de fazer isso é por meio das reuniões virtuais. Elas podem ser feitas por meio de ferramentas digitais gratuitas. O ideal é ter pautas definidas e um momento agendado com os participantes. Assim, haverá um espaço ideal para todos compartilharem seus resultados e tirarem dúvidas.

Vale a pena conferir o Zoom. O aplicativo está fazendo sucesso nesse momento de quarentena, pois permite videoconferências por meio de e-mails corporativos. Outras opções são o Hangouts e o próprio Whatsapp. Lembre-se de conferir se todos têm acesso e sabem usar o recurso escolhido. 

Além disso, o controle das atividades pode ser realizado com o Trello. A ferramenta permite trabalhar com colaboração e melhor fluxo. Apresenta quadro, listas e cartões para organizar os projetos de maneira flexível. Há vantagens para gestores e colaboradores. 

Autonomia

Spikes acredita no crescimento pessoal de seus funcionários, fazendo-os evoluir por meio de erros e acertos, sempre buscando a melhor versão de si mesmos. A autonomia dada pela corporação gera auto responsabilidade. “Sem essa liberdade, a o área não consegue avançar, não se aprimora. Investir em seus colaboradores, pedir e dar feedback são ações aparentemente básicas, mas podem atrair os melhores talentos em um cenário onde isso não é praticado com frequência”, comenta.

Bárbara Guerra, desenvolvedora na IS Solutions, concorda com as dicas. “Gosto de ter o contato por vídeo chamadas, mas apenas para alinhar e motivar. Afinal, mostraremos nossa responsabilidade por meio das entregas em dia e resultados”, afirma.

Conte com o Nube e boa sorte!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe