“Quem não surtou pelo menos uma vez, não viveu 2019”, diz o meme compartilhado por milhões de brasileiros. Não por menos, em um período tão turbulento no qual os níveis de ansiedade bateram recorde - cerca de 19,4 milhões de brasileiros sofrem desse mal segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde) - não é de se espantar ao ver muitos iniciarem 2020 com aquela sensação de fracasso.
       
Para piorar, nesse momento existe toda uma pressão social para você fazer uma nova lista de resoluções, mesmo se quase nada tenha saído do papel no planejamento anterior. “Os ciclos sociais são importantes, mas você precisa saber: é possível, a qualquer momento, decidir mudar a vida e estabelecer novos objetivos. Não precisa esperar a segunda-feira ou o dia primeiro de janeiro”, lembra Fagner Borges.
     
Autor de “A Jornada da Liberdade” e líder do movimento Freesider, o especialista em desenvolvimento humano explica porque muitas vezes não conseguimos tirar nossos projetos do papel. “Não é só sobre escrever seus desejos, é necessário entender os sentimentos relacionados ao desenvolvimento daquela resolução e aos medos daquele escopo”, aponta. “Vejo muita gente deixando de conquistar seus ideais porque no fundo têm receio do sucesso”.

Gabriele Neves já passou por isso. Ela está em um curso preparatório para o vestibular e conta já ter passado por isso anteriormente. “Até o final do último semestre, eu fazia odontologia, principalmente como uma vontade dos meus pais e percebi como isso impactava em toda a construção dos meus próximos passos. Quando percebi meu desejo de seguir para direito, tudo mudou e consegui me replanejar”, compartilha.

Por isso, o especialista destacou algumas dicas para alavancar suas conquistas. Veja:
     
1. O que você realmente quer?
Perder peso, mudar de emprego, ganhar e guardar mais dinheiro, comprar um novo carro ou casa, viajar… Essas são algumas das ideias no topo de muitas de ano novo. Não há nada de errado se esses desejos estiverem na sua mente também, conforme explica Fagner. “A sociedade muitas vezes nos empurra para uma trajetória a qual não escolhemos. Compramos algumas sugestões de felicidade e nem sempre elas são nossas de verdade. Vamos em busca delas, cumprindo algumas etapas, e muitas vezes, quando estamos no meio do caminho, já nem lembramos mais o porquê começamos e, claro, acabamos desistindo”, alerta. “Lembre-se: montar seus intentos deve servir como uma ferramenta para você ser mais feliz e não para alegrar o outro”.

2. Mude o foco
“Existe um motivo muito simples pelo qual você não se dedicou a realizar suas metas antes: a sua mente é preguiçosa”, provoca Fagner. O especialista aponta o fato de todos nós termos cérebros programados para duas reações: buscar o prazer e fugir da dor. “Se você precisa estudar todos os dias para passar em uma prova, treinar para ganhar uma competição ou se programar para uma viagem mais longa, vai precisar deixar de lado algumas coisas confortáveis, consideradas fontes de prazer e realmente se esforçar”, completa.
     
Agora, siga essas orientações e mude sua vida. O Nube torce por você!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe