A educação corporativa é um tópico cada vez mais inevitável para os cenários do mundo digitalizado. Como não há maneiras de fugir disso, é preciso investir nesse tópico e tornar a aprendizagem uma parte vital da estratégia da companhia. Afinal, o mercado está em constante evolução e capacitar os colaboradores é vital.

Falta de atenção

Mesmo com essa demanda aumentando nos mais diversos setores, de acordo com dados da Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), as empresas brasileiras estão dedicando apenas 0,63% do faturamento anual para esta finalidade. Para Bruno Leonardo, co-fundador e CEO da Witseed, é imprescindível mudar essa estatística. “As contratantes devem re-treinar dois terços da sua mão de obra para estarem preparadas para a nova realidade”, comenta.

Além disso, em um estudo da PwC foi constatado: 80% dos CEOs estão preocupados se os talentos de suas staffs têm ou não as habilidades necessárias para vencer nos desafios de curto e médio prazo. “Esse alerta é importante para profissionais também se desafiarem e procurarem aprimorar suas competências e com isso virarem protagonistas de seus desenvolvimentos de carreira”, orienta o especialista.

Vestindo a camisa

Para Bruno, o gap de capacidades e a falta de um suporte efetivo na evolução individual e coletiva reduzem consideravelmente o engajamento e desempenho dos times. “O impacto pode gerar até a saída de indivíduos os quais poderiam estar motivados e gerando retornos concretos para a instituição. Então como manter os funcionários mais envolvidos e motivados a adquirir novas competências?”, indaga.

Resultados

Bárbara Nogueira é gerente de RH, em Ribeirão Preto. Para ela, a obtenção da alta performance de sua equipe foi facilitada por conta da atenção dada a treinamentos facilitadores. “A rotatividade também diminuiu, porque há coletivamente uma satisfação geral”, compartilha.

Desejo de dominar novas áreas

Muitos líderes questionam se os seus liderados estariam verdadeiramente dispostos a aprender novos tópicos e domínios. “Se você acredita em uma resposta negativa a essa dúvida, você está errado! De acordo com o LinkedIn, em 2019, 94% das pessoas no universo dos negócios acreditam no desenvolvimento de carreira como o benefício mais importante, superando até mesmo o aumento de salário”, defende.

Estímulos

É importante os profissionais se sentirem estimulados não só a desbravar novas sabedorias, como também a receber desafios e trabalhar com autonomia. “O aprendizado deve ser envolvido no fluxo do trabalho. Além disso, o conhecimento se torna mais acessível quando é personalizado e atende os questionamentos particulares de cada um. Individualizar a educação é um passo determinante para capacitar e descobrir habilidades inéditas dentro de um mesmo grupo”, afirma.

Portanto, siga essas orientações e garanta o sucesso de sua gerência. Conte sempre com o Nube!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe