Nove em cada dez brasileiros estão infelizes no atual trabalho. Esse é o resultado de um levantamento da Survey Monkey. O dado desperta a reflexão sobre como está a relação entre corporações, funcionários e seus ambientes de trabalho. Fique por dentro!

De um lado, as companhias esperam alto desempenho e produtividade por parte dos empregados. De outro, os colaboradores desejam ser mais reconhecidos e realizados em seus ofícios, receber remuneração adequada e ter qualidade de vida. Diante de tais expectativas, como equilibrar a equação?

“Apontar um culpado para tamanho descontentamento é uma questão delicada, pois ambas as partes podem cometer erros e acertos. Talvez muitos se esqueçam disso ao contratar alguém ou começar um novo emprego. Empresas e funcionários são responsáveis pela felicidade e pelo sucesso do negócio”, explica Mylena Cuenca, headhunter na Trend Recruitment.

Dicas para mudar

Portanto, se você está infeliz no cargo, é preciso avaliar quais são os motivos, considerando fatores externos e internos. “Muitas vezes, a insatisfação aponta para o momento pessoal do contratado. Nestes casos, podem ser vários os desencadeantes, tais como  não ter escolhido a profissão desejada, ser obrigado a seguir carreiras com as quais não tinha identificação, a necessidade de entrar no mercado de trabalho não permitiu a identificação da trajetória ideal, etc”, explica Mariza Baumbach, analista comportamental e especialista em carreiras do Rio de Janeiro (RJ).

Mariza deixa algumas dicas:

  1. Autoconhecimento é o primeiro passo para uma mudança no seu próprio comportamento. Entender seus valores, desejos e como a jornada ideal se encaixa nessas questões irá facilitar e dar base para as próximas ações.
  2. Tenha um olhar diferenciado para sua função, ou seja, veja com mais positividade o trabalho realizado.
  3. Procure se aproximar de pessoas mais positivas no escritório, cujas ações agreguem motivação; evite quem contagia com sua negatividade.
  4. Verifique se existe possibilidade de assumir outra função no negócio, mais adequada ao seu perfil.
  5. Aprenda a se desconectar do trabalho após o horário do expediente e realize atividades de lazer. 

“Entretanto, se realmente você entende ser necessário mudar de rumo, faça isto de forma assertiva e muito organizada. Desenhe seu sonho, estabeleça novos objetivos, trace metas e siga em frente. Se sozinho esta tarefa parece muito árdua, a ajuda de um profissional deve ser procurada para auxiliar”, finaliza Baumbach.

Conte com o Nube e boa sorte!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe