Você já se imaginou em frente a uma classe, ministrando sobre regras gramaticais e habilidades linguísticas sobre o modo de falar, tanto dos brasileiros, quanto de outras nações? Quem gosta de transmitir ensinamentos tem, ao fazer licenciatura em letras, excelentes chances para a jornada corporativa. Saiba mais!

Quais são as funções de quem se forma?

De acordo com Rosane Silveira, professora associada da Universidade Federal de Santa Catarina e coordenadora do programa de pós-graduação em inglês, um profissional desse nicho age em vários setores envolvidos no domínio da linguagem e da comunicação. “Quem opta por fazer licenciatura, tipicamente se torna apto a lecionar em diversas etapas de ensino, tanto em escolas de nível regular (infantil, fundamental e médio), quanto em cursos de idioma ou de preparação para o vestibular”, explica. Outra direção destacada por ela é a prática como orientador particular.

Para Rosane, as fronteiras entre os campos de atuação dos licenciados e dos bacharéis em letras são tênues. “É muito comum eles se ocupam em vários dos setores possíveis. A única exceção é para quem é graduando em licenciatura, pois só eles estão habilitados a ensinar em escolas de nível básico”, comenta.

Discentes no Brasil

Segundo o último Censo Inep/MEC, cerca de 164.771 indivíduos ingressam em uma instituição de ensino superior para pegar o diploma dessa área. Desses, aproximadamente 23.557 conseguem se graduar.

Estágio na área

Conforme a Pesquisa Nacional de Bolsa Auxílio do Nube, o estagiário desse ramo recebe, em média, R$ 864,49. Na prática, Felipe Silveira diz aprender muito sobre as características mais valorizadas ao lecionar. “Transmitir conhecimento, para mim, é quase como uma arte e as atividades práticas mostram constantemente como estou certo de ter seguido esse caminho”, comenta.

Perspectivas desse mercado

De acordo com a professora, a carreira de educador continua sólida e apresenta uma grande demanda, em especial para quem é docente de inglês ou português. “Quem se forma tem buscado ampliar suas possibilidades de performance em outros setores, tentando, por vezes, criar sua própria clientela de discentes particulares, utilizando um espaço próprio para ministrar suas aulas. Mais recentemente, a chance de ofertar cursos on-line e criar blogs, canais no YouTube ou outras mídias tem crescido muito, tornando-se uma nova tendência”, conta.

O que se aprende?

Na entidade onde leciona, a UFCS Rosane destaca a carga horária destinada a disciplinas de cunho pedagógico, essenciais para a formação de professores. “Algumas das matérias são psicologia da educação, metodologia, didática, libras e, além disso, estágios em salas de aula de nível básico”, conclui.  

Ficou interessado? Então fique atento a essas informações. O Nube torce por seu sucesso!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe