Tremores, aumento da pressão arterial, insônia, dor de cabeça, irritabilidade e aceleração do ritmo cardíaco. Esses são alguns dos sintomas mais frequentes de um episódio de estresse, o qual afeta mais de 90% da população no mundo, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em meio a isso, a psicóloga da Rede de Hospitais São Camilo de São Paulo, Rita Calegari reforça a importância de inserir hábitos mais saudáveis no cotidiano para evitar problemas graves, como a Síndrome de Burnout, por exemplo. “Apesar de ser uma resposta natural do corpo diante de uma situação de perigo ou de tensão, a manutenção desse estado por longos períodos pode causar danos sérios à saúde, à produtividade e, consequentemente, à qualidade de vida das pessoas”, alerta a especialista.

Segundo Rita, com os estímulos da vida moderna e acelerada, é muito difícil conseguir escapar das situações estressantes. Contudo, a dica é avaliar quais questões podem ser modificadas em suas rotinas para enfrentar as adversidades possíveis. A psicóloga destaca sete hábitos simples para essa missão.
 
1. Afaste-se quando sentir raiva: saia de perto da situação, tente respirar profundamente e refletir com empatia esse sentimento despertado.

2. Faça momentos de silêncio: o barulho pode ser um gatilho para a irritação, por isso, mantenha-se longe disso e concentre-se para retomar as tarefas.

3. Presenteie-se: faça atividades para despertar sensações de relaxamento e prazer. Permita-se receber gestos de autocuidado, como uma massagem, almoçar com uma boa companhia, um mimo, uma sobremesa especial ou um cineminha no meio da semana. Todos esses contribuem com a nossa saúde mental.

4. Repense a regra do “agora”: perceba suas atividades e responsabilidades, estabeleça prioridades, necessidades e requisições. Com organização, você não se desespera para entregar algo, atende a demanda com qualidade e tranquilidade.

5. Valorize ambientes saudáveis: se o seu trabalho é entendido como a sua fonte de sofrimento, é hora de avaliar os motivos pelos quais você continua nele.

6. Peça ajuda: o hábito de pedir ajuda reduz a pressão e traz sensações de conforto, aumentando o bem-estar.

7. Pratique atividades físicas e/ou artísticas: o cérebro é estimulado de tal forma a melhorar o seu comportamento.

Vanessa Rosa cursa ciências contábeis no Centro Universitário UniBrasil, em Curitiba. Para a jovem, lidar com situações de pressão do estágio e faculdade é um desafio. “Final do mês é mais complicado, mas respiro fundo, penso positivamente e mentalizo meus objetivos. Depois é só colocar uma boa música”, conta. Para ela, se acalmar em meio ao caos é fundamental, pois a saúde mental é sua prioridade.

O equilíbrio entre corpo e mente é também tema de uma matéria do Nube. Leia e transforme a sua visão de mundo para o seu bem!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe