Segundo estudo da Gallup, 44% dos Millenials com uma rotina de reuniões regulares com seus líderes dizem ter engajamento. Já de acordo com a pesquisa de Douglas Stone e Sheila Heen, quem busca devolutivas com frequência, especialmente as construtivas, é percebido como mais competente, se estabelece em novos papéis mais rapidamente e possui desempenho maior em relação a média. Eles, os feedbacks, definitivamente, são uma ferramenta de gestão e fazem bem para a carreira.

O termo é uma junção das palavras “feed” e “back”. Ao pé da letra, poderia ser traduzido para algo como “Retroalimentação” ou “Retroação”. Para Francisco S. Homem de Melo,  CEO e fundador da Qulture.Rocks, seu significado vai além disso e trata-se de um processo pelo qual uma pessoa ajuda outra a se desenvolver por meio de suas próprias percepções, sejam elas positivas ou negativas.  
 
Os Millenials

Até 2025, a Geração Y, nascida entre 1980 a 2000, irá representar, aproximadamente, 75% da força de trabalho mundial. Para o especialista, essa é uma realidade sem volta e as empresas precisam entender como essa geração trabalha e quais são as suas motivações. “Dentre suas características, seu espírito empreendedor é a mais marcante. Esse grupo sonha muito alto e, em sua maioria, aspira por cargos de liderança”, considera.
 
Além disso, de acordo com Melo, para alcançarem tais objetivos, buscam cada vez mais, ferramentas e práticas capazes de ajudá-los a conquistar seus sonhos. “Eles não só estão abertos a receber a avaliação, como as querem o tempo todo. Se você deixar para dar um retorno a eles no fim do ano, acredite: provavelmente não estarão mais aí para recebê-lo!”, alerta.

O especialista cita a escola científica, Growth Mindset, a qual defende a inteligência, criatividade e habilidades como mutáveis a partir de prática, aprendizado e esforço, ao invés de estáticas e imutáveis. “Por este motivo, essas são as características de quem alcança níveis superiores de realização pessoal e profissional”. Isso não é apenas um capricho: uma cultura de crescimento e desenvolvimento dá resultados práticos, pois contribui com senso de urgência, com geração de resultados, e mais importante, com a melhoria contínua.
 
Tenha sucesso nas devolutivas

Portanto, as conversas estratégicas têm um impacto significativo no resultado da empresa. “Há duas rápidas linhas de raciocínio: quanto mais feedback, menos as pessoas e a empresa desviam de sua rota planejada. Assim, menor o gap entre estratégia e execução”, evidencia. Paralelamente, há mais desenvolvimento e as competências são potencializadas, logo, poderemos encarar desafios, conquistar objetivos, encontrar propósitos e gerar grandes resultados.
 
A estudante de psicologia na Unibra, de Recife, Bárbara Yanne, lida muito bem com essas avaliações. Para ela, tanto no dia a dia corporativo, quanto no processo de seleção é fundamental existir esses momentos, afinal, só dessa maneira é possível melhorar possíveis falhas e expandir os pontos fortes. “É fundamental para dar ciência de como está sendo o comportamento da pessoa. É um atitude respeitosa e empática”, conta.

E você? Como age nesse momento? Veja algumas dicas nesta matéria, Feedback: como receber? e boa sorte!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe