Hoje é celebrado o Dia Nacional do Livro. Nesse momento, é válida a reflexão sobre o impacto de dedicar parte de sua rotina para mergulhar em histórias, biografias, reportagens e relatos reais. Além do impacto do raciocínio lógico, criar esse hábito pode ajudar a ter mais criatividade no contexto corporativo.

Realidade nacional

Embora se fale muito sobre a importância e os benefícios de criar um costume de consumir obras literárias, aqui no Brasil, isso está longe da realidade de grande parte dos cidadãos. Afinal, segundo o estudo Retratos da Leitura do Instituto Pró-Livro, 44% da população não lê. Outros 30% nunca sequer compraram um livro.

Em um levantamento realizado nos EUA também foi descoberto um fato interessante sobre a saúde mental e como favorecê-la por meio da apreciação de produtos escritos. Afinal, a redução do funcionamento do cérebro, ao envelhecer, pode ser impedida em até 30, caso o indivíduo mantiver boas práticas de leitura. Isso também ajuda a prevenir doenças como o Alzheimer.

Mudança de postura

Para a orientadora profissional, Marcela Cardoso, organizar a rotina é o primeiro passo para se tornar mais favorável a criar essa constante na vida. “Hoje, vemos muitos relatos de pessoas estudando e trabalhando. Isso acaba bagunçando os horários e, portanto, fica mais fácil ceder ao cansaço e ignorar os livros”, comenta.

Entretanto, a especialista fala sobre a relevância de estipular metas diárias ou semanais para auxiliar. “Se você determina, por exemplo, 30 minutos do seu dia para essa tarefa, conseguirá ter bons resultados ao final do mês”, indica.

Sugestões

Para entender qual é gênero mais compatível com seus gostos, é válido considerar quais estilos são os preferidos dos brasileiros. Conforme uma reportagem da Folha de S. Paulo, as ficções atraem mais o consumo. Na segmentação, o “infantojuvenil” concentra 8,4% das vendas do nicho. O destaque maior vai para literatura estrangeira, com 21% do consumo. Entretanto, produtos nacionais são reconhecidos mundialmente e podem ser excelentes meios de compreender nossa história e conhecer mais a fundo nossa linguagem.

Quem conseguiu

Larissa Pimentel está no ensino médio em Brasília e já estagia. Para ela, o costume foi desenvolvido ao longo de 2019. “Comecei a me preparar para os vestibulares e estipulei finalizar dois capítulos ao dia, independentemente da extensão deles. Hoje, tenho concluído entre três e quatro”, comenta.

Portanto, siga essas dicas e celebre essa data com uma boa obra. O Nube torce por você!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe