Empreendedorismo: paixão e dedicação!Empreender não é apenas ter um negócio próprio, como o dicionário aponta. É tentar, executar e realizar uma tarefa difícil e trabalhosa. Essas afirmações podem ser entendidas por quem é seu próprio chefe e precisa enfrentar os obstáculos sozinhos. Independente da área, do produto ou da finalidade, quando esse é o assunto, todo profissional pode se sentir representado no discurso de quem também passou por dificuldades para chegar ao sucesso.

O mercado

Segundo dados do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), cerca de 60% dos brasileiros dizem estar preparados para entrar nesse segmento. Contudo, ainda de acordo com o mesmo relatório, de cada quatro empresas abertas, uma fecha antes de completar dois anos de existência.

Muito disso se deve a falta de planejamento e execução de ações de marketing digital. Por consequência, temos a concorrência no ambiente corporativo, o qual coloca em risco a sobrevivência de muitos empreendimentos. “Criar uma conexão com outros colegas, ao invés de vê-los como adversários, pode criar uma parceria muito mais benéfica para ambas as partes”, conta Cristiane Bernardes, empreendedora e fundadora da Conecta Diamantes.

Como começar?

Antes de tudo, é importante saber se o seu perfil está de acordo com os ideias do ramo. Afinal, o empreendedor é a figura central, trabalha duro, muitas vezes, não tem horário flexível  e pensa quase 24h sobre os projetos. Assim, a especialista aponta alguns itens básicos para quem quer seguir essa trajetória: “ver propósito em seu trabalho, ter amor, empatia e buscar parcerias. Esses são pilares indispensáveis na hora de fazer negócios, apesar da aparência competitiva nesse universo.

Julianna Fonseca, de Recife, se considera uma empreendedora social. Engajada pelo viés social por meio do voluntariado, decidiu criar seus próprios projetos e amenizar problemas ao seu redor. “Não era apenas um hobby ou atividade extra, mas era o meu foco profissional. Escolhi isso porque me dá paixão e uma razão. Algo além da busca pelo lucro e sucesso”, conta.  

Para a jovem, a estrada é cheia de desafios ao começar, mas por meio de conexões fortes é possível pedir auxílio e aprender com quem já tem mais experiência. “Participar de eventos te coloca para falar com pessoas certas. Abre a sua cabeça de maneira inigualável e dá muitos oportunidades de networking para o seu negócio ir para frente”, considera.

Quer conhecer mais sobre o assunto? Veja a matéria da TV Nube: empreendedorismo social e voluntariado sobre como funciona o ramo escolhido pela Julianna!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe