A cultura de uma empresa pode fazer ou destruir um negócio. Nenhuma novidade até aí. Mas em uma era marcada pela inovação e pela entrada dos Millennials no mercado, conhecer algumas nuances da chamada cultura startup pode ajudar, e muito, a pavimentar o caminho de qualquer organização para o sucesso.

Pensando nisso, o fundador e coach de palco da Arcas Treinamentos, André Arcas, separou cinco lições para ajudar no processo de repensar alguns hábitos organizacionais.

#1. Esqueça o plano de negócios: aquele calhamaço de papel para realizar as projeções de longo prazo foi trocado pela metodologia lean. A ideia é validar as premissas básicas de um projeto, com pequenos experimentos, antes de se investir nela. Esse processo deverá envolver o mínimo possível de tempo e dinheiro, para fazer os ajustes necessários o quanto antes.

#2. Pare de punir o erro: no mundo corporativo, a falha é punida. Dependendo do tamanho, isso pode custar até o emprego. Contudo, uma pessoa jamais será criativa se ela tiver medo de tropeços. Essa é, inclusive, a melhor maneira de aprender.

#3. Não confunda criação com gestão: é importante colocar as pessoas certas à frente de cada um dos desafios. Na essência, um bom gestor otimiza resultados e recursos em um contexto estático. O mercado, os concorrentes e o produto estão dados; ele precisa extrair o máximo disso. Um empreendedor, pelo contrário, é um desbravador de possibilidades. Ele deve pensar de maneira flexível e integrada, testando constantemente caminhos completamente contraditórios entre si.

#4. Flexibilidade para mudar de rumo: companhias tradicionais, muito em função de terem sido criadas em um contexto analógico, têm estruturas mais rígidas; nas startups tudo é mais maleável. Isso permite uma agilidade muito maior para promover mudanças e reagir a alterações drásticas.

#5. Compreenda: nada é para sempre: se a sua empresa não se moderniza, muito provavelmente, outra corporação virá e tomará seu lugar.

O caso mais emblemático disso é a Blockbuster. Um empreendimento gigante, o qual morreu em pouquíssimos anos, quase de maneira surreal. A grande ironia dessa história é a Netflix ter feito uma uma oferta para ser comprada pela gigante em 2000, mas foi rejeitada por acharem o streaming de filmes "nichado demais". “Então, se a Blockbuster tivesse tido a coragem de recriar seu negócio, talvez fosse ela quem nós assistíssemos para ver a última temporada da Casa de Papel”, assegura Arcas.

Para quem é carioca e deseja mergulhar mais nesse assunto, nos dias 4 e 5 de setembro  será realizado o Open Innovation, com o objetivo de criar conexões para gerar oportunidades de startups no Rio de Janeiro. "Queremos ser um centro de encontro do poder público, da academia, dos empreendedores e das corporações para assim desenvolver o ecossistema local de inovação", afirma Carlos Junior, idealizador do acontecimento e fundador da aceleradora Sai do Papel.

Para o público em geral, o ingresso custa R$ 190,00. Já para os docentes, a entrada sai por apenas R$ 10,00. O evento ocorrerá na Av. Infante Dom Henrique, 85 - Parque do Flamengo, Rio de Janeiro/RJ, das 8h às 20h. As inscrições podem ser feitas no link: https://www.eventbrite.com.br/e/sdp-summit-2019.

Aproveite e conte-nos pelas redes sociais como foi sua participação!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe