O desemprego subiu para 12,7% em março e atingiu 13,4 milhões de brasileiros, segundo o IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Devido à escassez de oportunidades e ao aumento da competitividade no mercado, muitos profissionais recorrem a práticas impróprias. Inserir dados falsos no currículo a fim de ganhar destaque é uma delas.

Um levantamento feito pela DNA Outplacement aponta o fato de 75% dos currículos enviados aos RHs das organizações em 2018 no Brasil conterem informações distorcidas.
A pesquisa, realizada durante seis meses com 500 empresas, revela quais as principais mentiras encontradas nos CVs. Elas referem-se ao valor do salário atual – ou recebido no último emprego – (48%) e à fluência no inglês (41%). O tempo inativo, grau de escolaridade juntamente com cursos realizados são outros tópicos deturpados nos currículos, por 12% e 10%, respectivamente.

A prática é comum tanto entre quem está entrando no mundo corporativo, quanto para quem já possui carreira consolidada e está em processo de recolocação. “As razões são diferentes, mas ocorre entre os diversos níveis. Os jovens normalmente não colocam tanto peso na elaboração de seu perfil, enquanto executivos e gerentes se agarram à urgência em conseguir uma nova chance para cometer essa irregularidade”, explica Hugo Liguori, Diretor Regional da DNA.

Ele ainda reforça o quanto a perda de credibilidade e o nome “manchado” no mercado são alguns dos prejuízos, caso um headhunter ou departamento de RH descubra os dados falsos. “Vai dificultar ainda mais a procura por uma ocupação e será uma marca irreversível na carreira”, garante.

Por isso, a melhor forma de se destacar é sendo sincero e mostrando segurança. “É fundamental mostrar confiança, ter uma postura determinada e segura. Dessa forma, fica claro como o indivíduo se vê como o melhor candidato para a vaga pretendida. Do contrário, os entrevistadores também não terão uma boa impressão dele”, assegura a consultora e diretora da empresa Leaders HR-Consultants em Belo Horizonte, Astrid Vieira,.

Portanto, nada de inverdades e foco em seu potencial!

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe