A utilização das redes sociais está cada vez mais presente no dia a dia das pessoas, seja no âmbito pessoal ou profissional. Todos os usuários transmitem uma mensagem para quem quiser ver o seu perfil. Porém, a forma como cada um utiliza essas ferramentas pode influenciar diretamente nas relações trabalhistas.

De acordo com Astrid Vieira, consultora e diretora da Leaders-HR Consultants BR, a maioria das empresas monitoram os perfis dos profissionais para entender como eles pensam e agem. Esse processo não acontece apenas antes da contratação, mas também durante a jornada no trabalho. “Publicações com conteúdo de qualquer natureza discriminatória, por exemplo, são vistas com maus olhos por gestores. A depender do caso, pode ocorrer até a demissão do empregado”, ressalta Astrid.

No cenário atual extremamente polarizado, as plataformas digitais são palco de debates e discussões acaloradas. As organizações, no geral, respeitam o direito constitucional de manifestação do indivíduo, mas elas também precisam resguardar a imagem corporativa.

Raquel Machado cursa gestão de Recursos Humanos no Centro Universitário Augusto Motta, no Rio de Janeiro. Atenta, ela evita ao máximo a exposição, por isso, antes de fazer uma publicação, se questiona se vale a pena realizá-la. “Hoje em dia, os recrutadores estão cuidadosos, então um posicionamento inadequado prejudica. Particularmente, eu evito apresentar minha visão política, por exemplo”, conta.

Assim, o comportamento nas mídias sociais pode se transformar em uma “arma” contra o próprio colaborador e requer atenção. Então, surge a pergunta: como se portar no meio digital sem prejudicar sua relação trabalhista? Mesmo com os ânimos exaltados, é importante evitar se envolver em discussões, ter cuidado com palavras de baixo calão e se atentar a opiniões extremistas ou polêmicas.

Fica a dica da especialista: a liberdade de informação e manifestação do pensamento não é sinônimo de impunidade. A popularização da Internet mudou a forma como as pessoas se relacionam e, por isso, devemos ficar alertas às nossas postagens, mesmo em perfis particulares ou grupos fechados. “Atualmente, precisamos ter sabedoria para saber manifestar”, finaliza Astrid.

E você? Presta atenção em suas atitudes no mundo digital? Todo o cuidado é pouco nos dias de hoje. Boa sorte!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe