Liderar é uma arte e requer muita competência. Afinal, de nada adianta querer se mostrar gestor somente quando algum projeto atrasa, chamando a atenção da equipe, ou mesmo quando se obtém algum resultado positivo, parabenizando todos os envolvidos. Gestão vai muito além disso. Ela é demonstrada no dia a dia. Entenda mais sobre o tema em nossa matéria.

Para Bráulio Lalau, profissional especialista em gestão de pessoas, mesmo em uma rotina atribulada, em meio a diversos compromissos e demais tarefas, clientes, projetos, falta de tempo, o comandante precisa estar presente e mostrar isso aos colaboradores. “Infelizmente, observamos como realidade em diversas organizações muitos superiores deixando seu papel em segundo plano. Com isso, as coisas acontecem de forma desordenada na maioria das vezes”, explica.

Os colaboradores são o ativo mais relevante de qualquer organização. Eles compõem as equipes e trazem resultados. Logo, um dos grandes desafios é justamente montar times sinérgicos. Para isso, deve-se levar em conta diferenças, como modo de trabalho, motivações e expectativas de cada um.

Para facilitar o processo de uma gestão eficaz, Lalau listou alguns pontos primordiais.

1. Seja exemplo: assim como as atitudes dos funcionários são reflexo da liderança, o gestor deve ser o exemplo para toda a equipe. Estar aberto e ser flexível é imprescindível.

2. Comunicação aberta: é importante se colocar como acessível e não como o chefe inatingível. Uma boa conversa pode evitar grandes problemas.

3. Nunca perca o controle: bom planejamento e execução podem ir por água abaixo se o acompanhamento não for feito da forma correta.

4. Gestão de pessoas: pessoas motivadas estão dispostas a desempenhar suas atividades com total qualidade e eficiência. O engajamento vai além de remuneração. Trata-se de reconhecimento por resultados alcançados e desenvolvimento.
 
Luciano Zorzal é palestrante e sócio-fundador da Zorzal Consultores & Auditores Associados, também com filial em Salvador. Para ele, por vezes, os problemas pessoais interferem no humor do gerente e, consequentemente, na forma de gerir o time. “Ainda assim, mesmo estando cheio de preocupações, quem gosta de seus afazeres pode até recuperar as forças no trabalho para enfrentar os obstáculos “de casa””, explica. Funciona como um “descanso” da carga pesada provocada por aquele mal-estar. “Momentos alegres e descontraídos no ambiente corporativo nos fazem esquecer, mesmo por pouco tempo, os problemas enfrentados. Assim, para muitos profissionais, a jornada na companhia pode servir como um “santo remédio” para suportar melhor alguma dor ou vencer determinadas situações”, ressalta. Basta olhar por essa perspectiva para transformar o seu dia.
 
Então, preze pelo equilíbrio. Garanta toda a boa operação de um grupo em prol das metas e objetivos do empreendimento, sem se esquecer do lado humano.

Conte com o Nube nessa trajetória!
 

Estamos no Linkedin com mais dicas e matérias focadas para gestores.

Se você tiver dúvidas sobre a contratação de estagiários e aprendizes, solicite um contato da nossa equipe.

Interessado em aprender mais? O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de gestores, estagiários e aprendizes.

Compartilhe