Tem dificuldade para aproveitar os momentos de repouso? Conforme levantamento do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - Ipea, 45,4% dos brasileiros não conseguem se desligar totalmente do ofício após o fim da jornada. Porém, a rotina de levar expediente para casa pode se transformar em doença. Como resolver essa situação? Fique antenado com esta matéria!

Devido ao crescimento da tecnologia e seus recursos, as informações chegam a todo instante na palma das mãos. Dessa forma, muitas pessoas costumam checar e-mails e atender a ligações corporativas fora do horário previsto, por exemplo. Segundo a Isma - International Stress Management Assossiation, os viciados em trabalho têm 65% mais chances de desenvolver enfermidades cardíacas.

Por isso, a consultora Heloisa Salgado sabe separar bem suas atividades profissionais das particulares. “É de suma importância cultivarmos hábitos de diversão. Assim, renovamos nossas ideias, ficamos mais saudáveis e bem-humorados!”, opina. A fim de relaxar, ela gosta de viajar com a família. “Meu passeio preferido são as montanhas de Monte Verde (MG)”, relata.

Na visão de Fabio Dias, psicólogo na Universidade Federal Fluminense, em Niterói (RJ), quem não se desconecta pode ter diversas motivações. “Os workaholics têm o ofício como a única ou principal razão para legitimar suas existências. Isso, por vezes, é endossado pela necessidade de aceitação social, ganância e competitividade”, explica. Fatores mais graves também estão entre as causas. “Há quem não o faça por ansiedade, ou seja, preocupa-se com as tarefas realizadas. Receia não dar conta da função e procura prever como será feita”, exemplifica o especialista.

De acordo com Dias, balancear as coisas é indispensável. “Uma vida humana equilibrada deve considerar em sua complexidade os aspectos: trabalho, estudos, lazer, descanso, boa alimentação, exercícios físicos, relações interpessoais e sociabilidade”, aponta. Quem deseja entender essa dinâmica pode contar com o apoio da psicoterapia. “Para tanto, é fundamental a abertura do sujeito no sentido de perceber sua carência de ajuda nesse processo”, finaliza.

Cuide de seu bem-estar e seja sua melhor versão, sempre. Boa sorte!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Google+Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe