Encontrar o emprego dos sonhos é uma realidade cada vez mais distante para milhões de brasileiros. Em tempos de crise, há muita dificuldade em buscar uma recolocação. Por conta disso, muitos se contentam com funções, as quais não se sentem satisfeitos.

De acordo com pesquisa realizada em 2017 pela Gallup, 72% dos profissionais não gostam do próprio trabalho e 18% desses estariam dispostos a prejudicar o negócio onde atuam. Essa questão muito se deve à visão do empreendimento sobre a forma de engajar e investir em seus colaboradores.

Para a farmacêutica, Jessica de Lorenzo, de Osasco, a falta de reconhecimento e muitos momentos de estagnação, sem novos desafios, por exemplo, são fatores determinantes para desmotivá-la.  “Se não há valorização, você acredita ser apenas mais um funcionário substituível”, conta.

Segundo Susanne Andrade, especialista em desenvolvimento humano, tentar mudar a área de atuação pode ser uma saída antes de se desligar do cargo. “Saber a hora de sair ou entender como a demissão pode ser a melhor opção é essencial para o crescimento profissional", explica. No entanto, algumas questões devem ser levantadas antes de tomar uma decisão. Para isso, ela listou os principais indícios de infelicidade com a ocupação. Acompanhe!

"Fobia" dos domingos: sentir preguiça é normal, mas deixa de ser quando você passa o dia todo desanimado por ter de ir à corporação na manhã seguinte.

Relações ruins: manter uma amizade com alguém pode proporcionar momentos de descontração durante o expediente, para um café, ou até no horário de almoço.

Procrastinação nas entregas: quem está insatisfeito, não produz e pode trazer prejuízos para a organização. Por outro lado, o elevado esforço gera ansiedade e falta de energia.

Estar no "piloto automático": tudo acontece de modo mecânico. A pessoa acorda, se arruma, vai para a empresa, sem questionar processos ou a razão de realizar determinada atividade.

"É preciso refletir sobre quais fatores tiram o entusiasmo dos profissionais e procurar um significado maior para o trabalho e para a vida. Só assim, é possível ser feliz no ambiente laboral", finaliza a especialista.

Gostou das dicas? Você já se sentiu para baixo e queria largar tudo? Não desanime, priorize o seu bem-estar e acredite em seu potencial!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Google+Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe