Ficar sem trabalho é uma situação chata e incômoda na grande maioria dos casos. Porém, o lado bom é ter tempo para repensar a carreira, atitudes e rever sua empregabilidade. Se você passa pela situação e está em busca de um novo estágio ou vaga CLT, veja nossa matéria.

Em um primeiro momento é preciso investir em si mesmo para não ficar desatualizado. “Essa é a hora para focar em educação. Use a Internet como uma aliada e deixe seu currículo cada vez mais recheado. Existem milhares de cursos on-line, tutoriais, e-books etc”, comenta Madalena Feliciano, gestora de carreira da Outliers Careers.

Contudo, não é só isso. O período como desempregado pode ser propício para desenvolver outros talentos e dedicar tempo para pessoas. Além de adquirir novas competências, o profissional mostra ao mercado seu interesse em melhorar. “É uma forma de reagir, sair do papel de vítima ao de protagonista. Não fique tentando consertar os defeitos, aprimore os pontos fontes”, aconselha a especialista.

Visitar eventos, feiras e congressos voltados à carreira também pode ajudar. “Além de manter-se a par do mercado, cada presença em um acontecimento desses é mais uma oportunidade para conhecer indivíduos com interesses semelhantes”, aponta. Quem sabe seu novo chefe ou colega de trabalho não esteja ali também?

Além disso, esteja nas redes sociais e saiba usá-las a seu favor. Deixe seus perfis atrativos e tenha um bom networking digital. “Converse com ex-colegas de classe, amigos, professores e diga estar à procura de uma colocação”, sugere Madalena. Uma indicação é sempre algo positivo na hora da conquista de uma nova posição.

Enquanto a oportunidade “oficial” não aparece, o ideal é não temer o freelance. Afinal, é uma boa maneira de continuar exercendo a profissão com retorno financeiro. Outra alternativa é o empreendedorismo. Esse foi o caminho escolhido por Tatiana Pimenta, CEO e fundadora da Vittude, também com atuação no Rio de Janeiro. “Fui mandada embora às vésperas do meu aniversário. Uma bela surpresa, né?! Brincadeiras a parte, hoje, percebo como realmente foi um grande presente”, comenta. Um dia após perder seu cargo, resolveu tomar café em uma padaria, onde fez os primeiros rabiscos da atual startup. “A sensação de não fazer mais parte de um time é ruim. Há um sentimento de rejeição. Contudo, é essencial aceitar a nova condição e tentar usar o fato ocorrido como alavanca”, incentiva.

Hoje, sua organização virou case de sucesso e Tatiana foi  selecionada para um programa de imersão no Vale do Silício. Você também pode dar a volta por cima.

Acredite em seu potencial e siga em frente! Conte conosco.

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Google+Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe