Ter uma empresa é uma tarefa extremamente difícil e exige 100% de atenção e dedicação. Ainda assim, mesmo com todos os cuidados, um pequeno erro, algo aparentemente inofensivo ou sem importância, pode causar grandes problemas. Pensando nisso, listamos os enganos mais comuns cometidos pelos empreendedores. Veja quais são e tenha cautela.

Uma pesquisa feita pelo Sebrae e publicada no final de 2016, com 2 mil empresas, comprovou ser a gestão uma das principais dificuldades enfrentadas pelos empresários. De acordo com os dados, ela representa 12% dos problemas durante o primeiro ano do negócio e 25% dos entrevistados revelaram ter falido por conta disso.

O CEO da startup Via, Rodrigo Martins, levou em conta esse cenário e listou as falhas mais comuns no mundo dos negócios, especialmente, quando se trata de pequenas e médias corporações.

1 - Não fazer um bom planejamento – é necessário se preparar com antecedência, analisar o mercado, pesquisar preços de equipamentos e mão de obra, entre outros detalhes. Quando funcionando, também é preciso estudar cada passo.

2 – Ferramentas financeiras – elas poderão te dar uma imagem real da situação da companhia, por meio dos registros de suas contas. Algumas possuem indicadores bem fáceis de serem acompanhados.

3 – Indicadores – se não acompanhamos os resultados, fica muito difícil avaliar o desempenho da organização e, justamente isso nos permite fazer ajustes quando necessário. Ou seja, se não provocamos as mudanças quando ainda há tempo, as chances da empresa não sobreviver são enormes.

4 – Misturar contas – apesar de muitos já saberem, não custa reforçar. Finanças juntas geram um caixa desequilibrado.

5 – Equipamentos de trabalho – a manutenção e/ou troca periódica garante um bom funcionamento, evitando assim maiores prejuízos com falhas.

6 – Processos de recrutamento ruins – são os bons profissionais, em todas as áreas, do atendimento a operação, os quais ajudam a manter seu empreendimento crescendo.

7 – Querer fazer tudo o tempo todo – a melhor solução sempre é delegar funções.

Renato Gallo, tem 40 anos e é engenheiro de produção. Hoje, multi franqueado de três lojas e uma clínica popular conta como conseguiu superar os obstáculos do negócio próprio. “No Brasil temos muitos desafios, mas posso destacar alguns: controle de custos e despesas, gestão de pessoas (com seleções e treinamentos eficazes), organização fiscal para atender as mais complexas exigências do estado e, por fim, eficiência para conquistar o cliente”, explica. Para ele, quem administra essas questões está um passo a frente dos demais. “Nunca devemos subestimar o mercado e suas surpresas”, enfatiza.

Para Larissa Daroz, da Expo D. Pedro em Campinas, “dar liberdade, incentivo e recursos para a equipe ser capaz de desenvolver e implementar novos projetos”, também auxiliará para a saúde de uma instituição. Afinal, já dizia Peter Drucker:  “nenhuma empresa é superior àquilo permitido por seu administrador”.

Gostou das dicas? Conte sempre com o Nube!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Google+Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe