Com a crise econômica, muitos profissionais desejam empreender, mas alguns não contam com recursos suficientes para investir. O coworking é uma alternativa para quem está iniciando em um ramo de atuação, ou para os pequenos empresários, com dificuldade de se manterem competitivos no setor.

Além da redução de custos, dividir o ambiente com outros profissionais de diversos setores também pode impulsionar o negócio. Afinal, por meio do networking, é possível atrair investidores ou novos parceiros. No entanto, para a CEO e Founder da CWK Coworking e especialista no segmento, Bruna Lofego, é preciso tomar alguns cuidados na hora de escolher o espaço compartilhado. "Os locais não são todos iguais. Alguns são mais informais e as regras de uso e convivência podem variar bastante. Recomendo pesquisar e ver qual se encaixa melhor às necessidades da corporação", aconselha.

Ela indica quatro aspectos a serem observados:

Privacidade:  antes de escolher o escritório, observe como são divididas as estações de trabalho. Outra alternativa são as chamadas salas privativas.

Flexibilidade: pesquise o lugar e compare-o com sua rotina, ou com a falta dela. Alguns funcionam 24 horas e aos finais de semana.

Serviços e Infraestrutura: o serviço de wi-Fi é indispensável. Por isso, a Internet é uma das premissas. A telefonia também merece destaque, por conta dos ramais virtuais, além, é claro, da estrutura operacional coletiva, com serviços de segurança, limpeza e entrega.

Mobilidade: a maioria das cidades tem problemas de congestionamento, mas o cliente precisa avaliar seu deslocamento, analisando a qualidade do acesso à região. Além disso, ele deve verificar quais outras opções de transporte público terá disponíveis. Isso facilitará muito.

Daiane Fonseca é Gerente Financeiro na empresa Pet Delícia, no Rio de Janeiro e optou por utilizar esse tipo de ambiente. "Precisava de um escritório, o qual não fosse o fabril para atuar algumas vezes na semana. Além de uma excelente infraestrutura, ainda ganhamos a oportunidade de conhecer profissionais de diversas áreas e aumentar nossa rede de relacionamentos", conta.

De acordo com o Censo Coworking Brasil, 61% dos coworkings estão localizados em áreas tradicionais de negócios, sendo 56% em bairros comerciais. “Além disso, quando são montados em prédios comerciais oferecem mais segurança no controle do acesso", esclarece Bruna.

E aí, convencido a mudar para um desses?

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Google+Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe