O estagiário, aprendiz ou funcionário efetivo de hoje não é mais aquele empregado resignado, capaz de tolerar diversas situações desfavoráveis pensando em seu trabalho como uma fonte de renda e alicerce de uma carreira. Atualmente, em qualquer nível, a grande maioria enxerga sua vida como o núcleo no qual deve se encaixar as atividades profissionais, e não o contrário, como era no passado.

Ao mesmo passo, ainda é comum ver líderes incapazes de se alinhar a essa nova realidade, os quais insistem em exercer sua gestão e atingir metas e objetivos, sem considerar a complexidade e os novos valores de seus subordinados. Na junção desses dois universos temos a desmotivação, falta de engajamento e queda de performance.

“A supervisão positiva surge como uma resposta a esse dilema. É um conceito relativamente novo, com base na Psicologia Positiva Aplicada, cujo contexto visa uma performance, mas considera as múltiplas dimensões biológicas, pessoais, relacionais, institucionais, culturais, globais, para gerar uma série de novos comportamentos no sentido do florescimento humano de um grupo e instituição”, explica Flora Victoria, master coach fundadora da SBCoaching, também com atuação no Rio de Janeiro. Para ela, esse desenvolvimento de cada integrante da equipe é o fator responsável por gerar resultados além dos esperados.

Para auxiliar, a especialista listou quatro dicas:

1. Esperança: garanta ao seu time a oportunidade de criar planos e caminhos para conquistar suas metas. Estimule caminhos alternativos. Ajude-os a ter objetivos claros, a realizar e apresentar projetos para a equipe. Deixe-os entrar em ação.

2. Eficiência: invista em feedbacks e ações de encorajamento social. Funcionários devem ser reconhecidos. Não só acompanhe suas atividades, mas mostre-se disponível para colaborar, caso ele necessite.

3. Resiliência: pratique a resiliência e inspire o grupo a fazer o mesmo. Se exponha a situações nas quais você não tenha um roteiro definido e aumente sua capacidade de improvisar e criar soluções novas.

4. Otimismo: seja otimista. Isso não significa ser alienado. Enxergue as dificuldades, problemas, mas, muito além disso, atente-se à forma como vai lidar com eles. Um desafio não dura a vida toda. Perpetrar fraquezas e dificuldades não levam ninguém para frente. "Virar a chave" e acreditar no seu potencial e de seus liderados sim.

Paula Sino é Supervisora de Atendimento do Nube há um mês. Em sua primeira posição como gestora, chega de peito aberto para ouvir opiniões e ser parceira de todos. “A ideia é conquistar a confiança por meio da transparência e empatia. Tentarei mostrar, sempre, o lado positivo e sugerir outras formas de lidar com os desafios diários”, assegura. Para ela, é fundamental ter sempre a mente aberta, para lidar com pessoas e pensamentos distintos. “Saber ouvir e entender as necessidades faz parte do seu dia a dia e é fundamental para a comunicação se manter alinhada”, enfatiza.

Gostou das dicas? Compartilhe com seus colegas e auxilie quem ambiciona subir de função!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Google+Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe