Muitos jovens acabam ficando indecisos antes de escolher a profissão a ser seguida quando saem do Ensino Médio (EM). A falta de informações sobre como é, na realidade, o mercado de trabalho, o piso salarial e a competitividade na hora de buscar uma vaga, podem atrapalhar na definição do seu propósito. Portanto, é fundamental ao estudante tentar compreender e analisar em qual espaço suas capacidades são melhor aplicadas. Uma boa maneira é começar pelo estágio ou aprendizagem. Leia esta nova matéria do Nube e descubra como isso é possível!

A Universidade Anhembi Morumbi realizou uma pesquisa para entender melhor o nível de conhecimento e percepção dos adolescentes na hora de definirem seus próximos passos. Segundo o levantamento, 59% dos 18.477 alunos do 3º ano do EM entrevistados já estão determinados em relação às suas trajetórias. Entretanto, apenas 46% deles afirma ter mantido, de alguma forma, contato com o ramo de sua opção. Além disso, 27% deles permanecem com dúvidas sobre o mundo corporativo.

Leonardo Carvalho acaba de completar 20 anos e está se preparando para os vestibulares de 2018 na área das ciências biológicas. Desde sua saída do ensino médio, há três anos, ele se questionou sobre o melhor curso para seu futuro. Para ele, o fator decisivo foi a afinidade dele com esse nicho. Para Carvalho, isso é essencial. “Preferir uma atividade apenas pela remuneração, por exemplo, só dá espaço para as pessoas se sentirem desmotivadas”.

Estagiar é um excelente primeiro contato do estudante com o mercado. Nesse momento, muitos descobrem o valor de se sentir realizado em seus rumos e estar lidando com algo realmente gratificante. Para a coach especialista em felicidade profissional, Inês Busch, do Rio de Janeiro, o jovem deve, primeiramente, entender suas vontades. A partir daí, procurar algo com sintonia entre seus valores, perfil comportamental e habilidades. Para ela, essa pode ser uma tarefa difícil, mas aponta: “Por isso, a importância da ajuda de um profissional atuante da área”, diz.

As pessoas buscam a orientadora em casos de extrema insatisfação com suas vidas. O motivo? “Exatamente por não estarem trabalhando na sua área de talento”, diz a especialista. Para ela, “a maioria das pessoas não conseguem mudar esse cenário sozinhas, pois não são capazes de identificar seus verdadeiros dons”. De acordo com Inês, algumas pessoas até estão em suas carreiras dos sonhos, mas direcionadas a uma especialidade distante de suas aptidões.

Portanto, é necessário procurar elementos e características de sua personalidade para então entender quais são as melhores formas de se destacar. Desenvolver suas capacidades só é possível quando a motivação está envolvida. Essa, por sua vez, só te acompanha quando você se sente realizado com suas funções.

E aí, você já fez algum teste vocacional? Tem alguma ideia sobre qual profissão deseja seguir? Conte para nós em nossas redes sociais. O Nube te deseja muito sucesso!

Seja nosso seguidor no Twitter (@nubevagas) e veja notícias diárias de ações, vagas de estágio e aprendizagem, palestras e muito mais. Assista nossos vídeos de dicas no YouTube e participe da nossa página no Facebook. Agora estamos também no Google+Instagram e no Linkedin. Esperamos você em nossas redes sociais!

O Nube também oferece cursos on-line voltados para a qualificação profissional de estagiários e aprendizes. Basta acessar o link www.nube.com.br/ead. Todos os serviços para o estudante são gratuitos. Já instalou nosso aplicativo "Nube Vagas" em seu celular? Com ele você será notificado a cada nova oportunidade. Disponível na Apple Store e Play Store.

Compartilhe