Em meio a notícias pessimistas quanto a economia ou a oferta de vagas no mercado, a juventude brasileira está mais esperançosa ou desanimada? A reflexão nos leva a mapearmos as expectativas sobre o curto prazo de nosso país. O Nube - Núcleo Brasileiro de Estágios perguntou a 21.731 estudantes: o que vocês esperam do Brasil? Os resultados trazem perspectivas negativas e levam a reflexões.

Há muito para melhorarmos, mas também é tempo de esperança. Para 14.104 entrevistados (64,90%), teremos dias melhores se fizermos “grandes investimentos em educação e saúde”. Ao lado de outras quatro opções, essa alternativa ocupou o primeiro lugar, com ampla vantagem frente às demais. “Incrementos nessas áreas deixarão a juventude mais preparada para os desafios da vida, como as aulas na universidade e os primeiros passos no mercado de trabalho. Com isso, notamos um apreço crescente por assuntos ligados direta ou indiretamente aos campos de atuação dos agentes públicos, como é o caso do ensino e do sistema de saúde”, explica Rafaela Gonçalves, analista de treinamento do Nube.

Na sequência, duas alternativas apresentam pontos de vista diferentes. “Ainda não dá muitas oportunidades para os jovens”, item preferido por 2.899 (13,34%) e “Vai conseguir reduzir a corrupção e crescer”, escolha de 2.602 (11,97%), acabam mostrando opiniões distintas, mas reflexos de um mesmo cenário: a necessidade de evoluirmos a partir da força das gerações mais novas. “É importante o debate sobre as insatisfações da sociedade. Ter uma capacidade de análise mais crítica sobre esse tema é de grande valia, pois mesmo quando não imaginamos, podemos ser indagados sobre questões como desemprego, a baixa confiança na classe política, entre outros pontos”, analisa Rafaela. Na mesma linha, ela complementa: “para quem está inscrito em algum processo de seleção, é primordial ler notícias e manter-se informado para se sair bem e conquistar a vaga”.

Complementando a pesquisa, outros 1.609 consultados (7,40%) registraram otimismo, com a confiança refletida na escolha “estamos no caminho para o crescimento”, quarta colocada. Por fim, 517 participantes (2,38%) veem o Brasil no caminho do sucesso. “Continuamos sendo um país do futuro”, alegaram. A especialista do Nube aponta uma boa opção. “Em tempos difíceis, a saída é investirmos nos jovens, pois são os grandes propulsores de mudanças em vários setores. Ao projetarmos o longo prazo, é impossível não pensarmos nas carreiras em ascensão, como por exemplo, aquelas voltadas para tecnologia, agronegócio, biomedicina, entre tantas capazes de solucionar os nossos desafios”. Assim, Rafaela conclui: “com esse foco contribuiremos para a colheita de bons frutos em um horizonte próximo”.

Fonte: Rafaela Gonçalves, analista de treinamento do Nube.

Serviço: Pesquisa revela as expectativas do jovem sobre o futuro do Brasil.

Sobre o Nube

Desde 1998 no mercado, o Nube oferece vagas de estágio e aprendizagem em todo o país. Possui mais de 7.500 empresas clientes, 14 mil instituições de ensino conveniadas no Brasil e já colocou mais de 750 mil pessoas no mercado de trabalho. Também administra toda a parte legal e realiza o acompanhamento do estagiário e aprendiz por meio de relatórios de atividades.
 
Anualmente, são realizadas 11 milhões de ligações, enviados 3,2 milhões de SMS e encaminhados 750 mil candidatos. O banco de dados conta com 4,5 milhões de jovens cadastrados e todos podem concorrer às milhares de oportunidades oferecidas mensalmente Para facilitar a vida dos cadastrados, foi desenvolvido um aplicativo no Facebook para publicação das vagas.
 
O Nube também está presente nas principais redes sociais Twitter, Google+, Linkedin e Youtube. Com a TV Nube, oferece conteúdos voltados à empregabilidade, dicas de processos seletivos, currículos, formação profissional, entre outros. O cadastro é gratuito e pode ser feito no site www.nube.com.br.
 
Informações para a imprensa:

imprensa@nube.com.br

Compartilhe